João Pessoa
Feed de Notícias

Governo promove formação para professores de Educação de Jovens e Adultos em João Pessoa

quarta-feira, 7 de agosto de 2013 - 18:11 - Fotos:  Diego Nóbrega

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (SEE), realiza, desta quarta (7) até sexta-feira (9), a segunda etapa da Formação Continuada para os professores dos Centros de Educação de Jovens e Adultos (Cejas). A capacitação está ocorrendo no Hotel Ouro Branco, em João Pessoa, e conta com 140 educadores dos Cejas de João Pessoa, Campina Grande e Mari. A abertura da capacitação foi feita pela secretária de Estado da Educação, Márcia Lucena.

Para a secretária, a formação é de grande importância: “Essa formação é fundamental porque ela trata de uma camada da sociedade que ficou para trás, que está fora do ciclo normal de estudantes. Então, nós precisamos ter profissionais muito bem capacitados nesse lugar, com muito desejo, muita força e muita responsabilidade”.

A gerente executiva de Educação de Jovens e Adultos, Maria Oliveira de Moraes, explicou que a formação dos professores dos Cejas tem um caráter específico, já que o público-alvo é diferenciado. “Os Centros de Educação de Jovens e Adultos, como toda a educação no Estado, estão passando também por uma formação. Estamos fazendo uma formação específica para atender as necessidades desses professores que trabalham com o público semi presencial. Na primeira parte, que ocorreu no mês passado, eles vivenciaram a parte de fundamentação teórica e legislação da EJA. Nesta segunda etapa, eles vão vivenciar a parte de currículo e troca de experiências”, disse.

Até fevereiro de 2014, ainda serão oferecidas mais duas formações aos educadores dos Cejas em todo o Estado, totalizando uma carga de 60 horas/aula em quatro etapas. “Além dos Cejas da Capital, também faremos a segunda etapa da formação nas cidades de Patos, Cajazeiras, Sousa, Pombal e Catolé do Rocha. Para os professores, esse é um momento muito importante porque faz muitos anos que não há uma formação específica para eles. Então, essa formação já estava sendo esperada há muito tempo e é um momento onde eles podem colocar dúvidas, ansiedades e aprender coisas novas para uma educação de melhor qualidade para os jovens e adultos”, salientou a gerente.

Aprovação – A diretora do Cejas de Campina Grande, Marileuza Monteiro, destacou a necessidade de uma formação diferenciada para os professores deste público. “A gente precisava de uma formação porque a nossa escola é diferenciada de uma escola regular, pois é semi-presencial. Então, com essa formação, seja para os veteranos, para se aperfeiçoarem, ou para os novos professores, para que eles entendam como funcionam os Cejas, é de extrema importância para que a gente possa fazer um melhor trabalho”, disse.

A diretora do Cejas da Avenida João Machado, em João Pessoa, Maria de Lourdes Torres, salientou a integração com os demais Centros do Estado. “Com essa formação, ficamos com conhecimento mais amplo e também vamos nos integrar com outros Cejas, vamos divulgar experiências de um para outro e isso ajuda a sempre melhorar os Cejas. A gente procura sempre o melhor para os alunos, para ajudá-los a se integrarem”, afirmou.

O professor de Filosofia Maxwel Barbosa Soares disse que a formação é importante para direcionar o foco dos professores de Jovens e Adultos. “A formação, não só para mim, mas para todos os que participam, é de grande valia porque temos a oportunidade de interagir com outros professores de outras disciplinas e essa forma de aglutinar e confluir os demais Cejas dentro de um só foco. Isso contribui para a troca de experiências e para desenvolver um trabalho mais substancial no ambiente de trabalho onde estamos locados”, comentou.

Cejas – Os Centros de Educação de Jovens e Adultos atendem 6.034 alunos em todo o Estado e funcionam nos três turnos. A idade mínima para efetuar matrícula no Ensino Fundamental é de 15 anos e, no Ensino Médio, 18 anos. As aulas são semi-presenciais e as matrículas são feitas por disciplina. No Estado, há um total de 10 Cejas, localizados em João Pessoa, Campina Grande, Mari, Patos, Itaporanga, Catolé do Rocha, Cajazeiras e Sousa. Em João Pessoa, há três unidades e Campina Grande conta com o maior Centro, com 2.164 alunos matriculados.