Fale Conosco

18 de agosto de 2015

Governo promove encontro de jovens rurais para troca de experiências e debate de políticas públicas



Jovens rurais assessorados pela Emater PB, procedentes das 15 regiões administrativas da empresa no Estado, participaram durante esta terça-feira (18), na sede do órgão na estrada de Cabedelo, do Encontro da Juventude Rural, promovido pelo Governo do Estado, por meio da Gestão Unificada Emepa/Interpa/Emater, vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap).

O encontro foi uma oportunidade para a troca de experiência e para ampliação das discussões sobre as políticas públicas que possam melhorar a condição de vida de todos. O evento faz parte da programação do Mês da Juventude, lançado pelo Governo do Estado e deverá acontecer em 60 municípios.

Na ocasião, o deputado Buba Germano destacou as ações em favor da agricultura familiar e, de modo especial, aos jovens que trabalham no campo executando seus projetos agropecuários.  Destacou no seu discurso exemplos de ações que estão ajudando aos jovens a viver no campo, como ocorre na região de Picuí, no Curimataú, a exemplo da criação da Casa do Agricultor, a instalação de uma cooperativa de polpas de frutas presidida pelo jovem rural Júlio Fausto, que fornece para o Programa Nacional de Alimentação Escolar – Pnae -, e lembrou que neste ano, foi elaborado pelos técnicos da Emater do município projeto no valor de R$ 350.000,00 com essa finalidade, além da criação pela prefeitura local de um grupo de jovens ambientalistas.

Já o presidente da Gestão Unificada, Nivaldo Magalhães, lembrou a sua infância quando morava na zona rural de Ibiara, no Sertão, de onde saiu para estudar, tendo escolhido o curso técnico agrícola. E conclamou os jovens a buscarem cada vez mais o aperfeiçoamento para poder realizar seu trabalho por meio do estudo, sem deixar de lado a atividade agrícola. No seu entender, a promoção do evento é uma oportunidade para que todos possam compartilhar novas experiências, e melhores perspectivas de futuro.

Representando a juventude rural, o jovem agricultor Mateus Pereira, do Sítio Quixaba Velha, do município de Patos, relatou sua experiência de criador de pequenos animais, como caprinos, galinha caipira e de capoeira, guiné, além do cultivo de milho e feijão. Explicou que sempre teve vocação para agricultura, pois como filho de agricultor acompanhava o dia a dia de seus pais na roça e em 2013, com um empréstimo do Pronaf no valor de R$ 2.500,00, obtido em nome de seu pai, já que era menor de idade. Com esse recurso financeiro, assessorado pelos extensionistas da Emater Juviniano Bernardino e Celiane Medeiros, iniciou suas atividades de agricultor que, atualmente, proporcionam uma renda bimestral de R$ 400,00. Toda sua produção é comercializada na comunidade e o excedente vai para as cidades de Quixaba, Patos e São Mamede. Na ocasião, partilhando suas experiências, conclamou a todos os jovens a permanecerem no campo onde é possível conseguir renda e trabalhar por um mundo melhor.

Informou que iniciou suas atividades com 20 caprinos, sendo um reprodutor e 130 aves, mas já planeja aumentar a produção para 1000 frangos e 50 caprinos, com perspectivas de fornecer aos programas institucionais Pnae e PAA.

Durante todo o dia, houve exibição de vídeo sobre jovens rurais assessorados pela Emater, debates sobre o Estatuto da Juventude e políticas públicas para a juventude. Na ocasião, houve também homenagens aos jovens rurais que têm se destacado em suas atividades. A programação constou de seis oficinas temáticas sobre o Estatuto da Juventude, abordando a juventude rural, o direito à educação, à cultura e aos desportos; direito à saúde, sustentabilidade e ao meio ambiente; direito à diversidade, igualdade, segurança pública e acesso à justiça; direito ao território e à mobilidade, direito à profissionalização, ao trabalho e renda; direito à cidadania, participação social e política, representação juvenil, comunicação e liberdade de expressão.

Segundo os organizadores do Encontro de Juventude, coordenado pela extensionista social Zilda Abrantes, o momento foi oportuno para levar aos participantes melhorias dos conhecimentos dos seus direitos, bem como atuarem nas atividades agropecuárias de forma empreendedora, a fim de obter lucratividade, sem deixar de lado a responsabilidade social e ambiental.

Vários parceiros participaram do encontro, entre eles, Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer, Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agropecuária e Pesca, Procase, Ministério do Desenvolvimento Agrário e Cooperar.