João Pessoa
Feed de Notícias

Governo promove conscientização sobre a doação de órgãos e tecidos

quarta-feira, 23 de setembro de 2009 - 15:24 - Fotos: 
No próximo domingo (27) é comemorado o ‘Dia Nacional de Doação de Órgãos’. Para lembrar a data na Paraíba, o Governo do Estado, a Central de Transplante e o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena (HETSHL) prepararam uma programação especial, que começa nesta quinta-feira (24). A IX Campanha Estadual para Doação de Órgãos e Tecidos, que tem como lema ‘Deixe mais que saudades… Deixe vida! Doe órgãos’, tem por objetivo conscientizar a população sobre a importância do ato de salvar vidas mesmo após a morte.  

O cronograma de atividades da campanha começa na quinta-feira (24), a partir das 8h da manhã, com um café científico no auditório da Paraíba Previdência (PBPrev), antigo IPEP,  no Bairro dos Estados, em João Pessoa. Na ocasião, os presentes vão assistir a uma palestra ministrada por Cássio Virgilio, médico especialista em transplante de fígado. Às 16h, no mesmo local, haverá um culto ecumênico para os familiares dos doadores e receptores, aberto também ao público em geral.

'Trem da vida' – Na sexta-feira (25), a programação tem seguimento com o ‘Trem da vida’, às 7h30 da manhã. O passeio será da Estação Ferroviária do Bairro do Varadouro até a cidade de Cabedelo. Durante o percurso, o público será animado por um trio de forró pé-de-serra.

No mesmo dia, às 19h30 da noite, uma solenidade no auditório do Fórum Cível da Capital marca o lançamento do selo comemorativo aos 10 anos da Central de Transplante da Paraíba. O evento deve contar com a presença do governador José Maranhão, e do secretário de Estado da Saúde (SES), José Maria de França, entre outras autoridades.

Caminhada – A tradicional caminhada pela vida acontece no sábado (26), com largada prevista para 8h da manhã no Busto de Tamandaré, na praia de Tambaú. Serão distribuídos brindes e material educativo sobre a importância do ato de doar órgãos e tecidos. A semana tem seu encerramento no domingo (27), com um evento no Parque da Criança, em Campina Grande. A programação festiva tem início 8h da manhã.

A coordenadora do Banco de Olhos da Paraíba e também coordenadora técnica da Central de Transplante da Paraíba, Mirian Carneiro de França, explica que mesmo a pessoa não externando o desejo de ser doador em vida, os seus familiares podem autorizar o procedimento após a sua morte.

Lista de espera – Segundo ela, no topo da lista de espera por um doador estão os pacientes renais. “Hoje temos cerca de 350 pessoas a espera de um rim, 20 por um fígado e três precisando de um transplante de coração. Já em relação à lista de espera por córneas, com a inauguração do Banco de Olhos conseguimos zerar esse tempo de espera. Hoje, a Paraíba é o único Estado do Nordeste a conseguir esse feito”, comemora a médica.

Em todo o Brasil, só estão nessa posição os estados de São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e, agora, também a Paraíba. “Esse feito foi alcançado graças ao Hospital de Emergência e Trauma que comprou a idéia do Banco de Olhos e vem sendo um grande parceiro nesse processo”, ressaltou Mirian.

A IX Campanha para Doação de Órgãos e Tecidos é realizada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), Central de Transplante da Paraíba e pelo Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena (HETSHL). Para mais informações sobre doação de órgãos, os interessados podem acessar o endereço eletrônico www.saude.pb.gov.br/transplante.

O processo – No material explicativo produzido pela Central de Transplante e distribuído ao público, as principais dúvidas sobre o processo de doação são respondidas. Consta que qualquer pessoa com idade entre dois e 80 anos e que não apresente doença comprometedora do órgão ou tecido pode ser doador.

O processo funciona da seguinte maneira: após o óbito, a família do doador informa ao hospital o seu desejo e este entra em contato com a Central de Transplante. Após a retirada dos órgãos, o corpo é recomposto cuidadosamente para que a família dê andamento ao velório e sepultamento. Os tecidos podem ser retirados até seis horas após a parada do coração e os órgãos após a confirmação da morte encefálica. Qualquer procedimento de doação de órgãos e tecidos tem que ser autorizado previamente pela família do doador.

Os órgãos – Córneas (retiradas do doador até seis horas depois da parada cardíaca e mantidas fora do corpo por até sete dias); coração (retirado do doador antes da parada cardíaca e mantido fora do corpo por no máximo seis horas); pulmão (retirados do doador antes da parada cardíaca e mantidos fora do corpo por no máximo seis horas); rins (retirados do doador até 30 minutos após a parada cardíaca e mantidos fora do corpo até 48 horas); fígado (retirado do doador antes da parada cardíaca e mantido fora do corpo por no máximo 24 horas); pâncreas (retirado do doador antes da parada cardíaca e mantido fora do corpo por no máximo 24 horas); ossos (retirados do doador até seis horas depois da parada cardíaca e mantidos fora do corpo por até cinco anos); medula óssea (se compatível, feita por meio de aspiração óssea ou coleta de sangue); mais pele e válvulas cardíacas.

Segundo dados do Ministério da Saúde, dos 18.989 transplantes realizados em todo o País, 16,4% ocorreram nos estados do Acre, Amazonas, Pará, Rondônia, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas, Sergipe, Bahia, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Santa Catarina e Distrito Federal. Juntos, esses estados fizeram apenas 3.126 intervenções em 2008.  

Programação da Campanha

Quinta-feira (24)
8h – Café da manhã com a palestra do médico Cássio Virgílio (especialista em transplantes de fígado)
Local: Auditório da PBPrev (antigo IPEP) – Bairro dos Estados – João Pessoa
16h – Culto ecumênico
Local: Auditório da PBPrev (antigo IPEP) – Bairro dos Estados – João Pessoa

Sexta-feira (25)
7h30 – Passeio ferroviário pela vida
Local: Terminal da CBTU – Bairro do Varadouro
19h30 – Lançamento do selo comemorativo dos 10 anos da Central de Transplante
Local: Auditório do Fórum Cível – Avenida João Machado

Sábado (26)
8h – Caminhada pela vida
Local: Busto de Tamandaré – Praia de Tambaú

Domingo (27)
8h – Encerramento da campanha
Local: Parque da Criança, em Campina Grande