Fale Conosco

9 de outubro de 2015

Governo promove capacitação para profissionais de Vigilância Sanitária de 115 municípios



Relatório parcial divulgado pela Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa/PB) aponta que 216 profissionais de Visas de 115 municípios receberam capacitação por meio do projeto Caravana de Vigilância Sanitária, iniciado no dia 10 de setembro, em Monteiro (5ª Gerência Regional de Saúde do Estado), e com encerramento previsto para o dia 29 de outubro na cidade de Sousa (Gerência Técnica Regional IV da Agevisa/PB).

Até o momento, a Caravana Agevisa já passou pelos municípios de Monteiro, Guarabira (2ª GRS do Estado e Gerência Técnica Regional I da Agevisa/PB), João Pessoa (1ª GRS do Estado e sede central da Agevisa/PB), Patos (Gerência Técnica Regional III da Agevisa/PB), Campina Grande (3ª GRS do Estado e Gerência Técnica Regional II da Agevisa/PB) e Cuité (4ª Gerência Regional de Saúde do Estado). Nos dias 28 e 29 de outubro será a vez da região polarizada pelo município de Sousa (Gerência Técnica Regional IV da Agevisa/PB), onde a Caravana Agevisa encerra a edição 2015.

Segundo a gerente técnica da Agevisa em Guarabira, Ana Lúcia Teixeira dos Santos, e a técnica da Gerência Técnica Regional II (Campina Grande), Maria Salete Guimarães, responsáveis pela operacionalização do projeto, nos dias 10 e 11 de setembro, na 5ª Gerência Regional de Saúde do Estado, foram capacitados 22 profissionais dos municípios de Amparo, Barra de São Miguel, Camalaú, Caraúbas, Congo, Coxixola, Monteiro, Ouro Velho, São João do Cariri, São João do Tigre, São Sebastião do Umbuzeiro, Sumé e Zabelê.

Nos dias 14 e 15 foram capacitados na 2ª GRS 30 profissionais dos municípios de Alagoinha, Bananeiras, Belém, Caiçara, Casserengue, Cuitegi, Dona Inês, Duas Estradas, Guarabira, Lagoa de Dentro, Logradouro, Mulungu, Pilões, Pilõezinhos, Pirpirituba, Serra da Raiz, Sertãozinhos e Tacima.

Nos dias 16 e 17 de setembro, em João Pessoa-PB, receberam capacitação 43 profissionais dos municípios de Baia da Traição, Bayeux, Caaporã, Conde, Cruz do Espírito Santo, Curral de Cima, Gurinhém, Itapororoca, Itatuba, Juarez Távora, Juripiranga, Mogeiro, Pedras de Fogo, Pilar, Riachão do Bacamarte, Riachão do Poço, Rio Tinto, Santa Rita, São Miguel de Taipu, Sapé e Sobrado.

Nos dias 22 e 23 de setembro, em Patos-PB, foram treinados 50 profissionais das cidades de Areia de Baraúnas, Boa Ventura, Cacimba de Areia, Catingueira, Condado, Coremas, Diamante, Igaracy, Imaculada, Itaporanga, Juru, Mãe d’Água, Maturéia, Nova Olinda, Olho d’Água, Patos, Pedra Branca, Princesa Isabel, Santa Luzia, Santa Terezinha, Santana dos Garrotes, São José de Princesa, São José do Caiana, São José do Espinharas, Serra Grande, Teixeira e Várzea.

Nos dias 29 e 30 de setembro, em Campina Grande/PB, foram capacitados 48 profissionais dos municípios de Alcantil, Arara, Aroeiras, Assunção, Barra de Santana, Barra de São Miguel, Boa Vista, Boqueirão, Caturité, Esperança, Gado Bravo, Gurjão, Juazeirinho, Lagoa Seca, Livramento, Massaranduba, Matinhas, Natuba, Pocinhos, Queimadas, Remígio, Riacho de Santo Antonio, Santa Cecília, Santo André e São Sebastião de Lagoa de Roça.

Já nos dias 1 e 2 de outubro, em Cuité/PB, foram capacitados 23 profissionais das cidades de Baraúna, Barra de Santa Rosa, Cubati, Cuité, Frei Martinho, Nova Floresta, Pedra Lavrada, Picuí e Sossego.

Contando com a participação da diretora-geral da Agevisa/PB, Glaciane Mendes, e da diretora-técnica de Ciência e Tecnologia Médica e Correlatos da Agevisa/PB, Helena Teixeira de Lima Barbosa, a Caravana Agevisa é uma iniciativa que tem a finalidade de ampliar os conhecimentos dos inspetores e técnicos das Vigilâncias Sanitárias dos municípios de todas as regiões do Estado como forma de fortalecer a promoção e proteção da saúde dos paraibanos.

“Trata-se de um trabalho de excelente qualidade que dá provas concretas de que é possível vencer as barreiras e abraçar a causa da Vigilância Sanitária em todas as regiões da Paraíba”, comentou Glaciane Mendes.

Ela disse que o Estado e os Municípios são responsáveis pelo Sistema Estadual de Vigilância Sanitária da Paraíba, e que o Estado, por meio da Agevisa/PB, tem a obrigação de monitorar e cobrar dos municípios o perfeito desenvolvimento das ações de suas competências. “Temos que monitorar sim, mas não podemos ficar apenas criticando. Temos que agir e colaborar com cada município. E colaborar significa capacitar, ensinar, ajudar. É esse o sentido da Caravana Agevisa. Esta é a nossa missão”, ressaltou.