João Pessoa
Feed de Notícias

Governo produz sementes de mandioca e macaxeira para atender agricultor familiar

quarta-feira, 27 de abril de 2016 - 08:56 - Fotos:  Secom-PB

Um projeto de pesquisa de produção de sementes de mandioca e macaxeira para distribuição com agricultores familiares paraibanos vem sendo executado pela Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária (Emepa), na Estação Experimental de Umbuzeiro. A meta é incentivar a retomada dessa atividade agrícola como forma de geração de renda já que a cultura sofreu redução de sua área de plantio nos últimos anos devido às prolongadas estiagens.

O presidente da Gestão Unificada Emepa/Interpa/Emater, vinculada à Sedap, Nivaldo Magalhães, lembrou que o objetivo é repassar para os agricultores familiares tecnologias agroecológicas sustentáveis que possam ser aproveitadas com sucesso. Serão multiplicados genótipos produtivos e disponibilizadas técnicas de fertilização dos solos, capacitação sobre manejo adequado das culturas e assistência técnica aos agricultores, envolvidos com o agronegócio das culturas de mandioca e macaxeira.

O diretor técnico da Emepa, Manuel Duré, informou que em novembro de 2015 foi realizado evento técnico sobre a Produção de Mandioca na Agricultura Familiar, na Estação Experimental de Umbuzeiro, com a participação de 302 pessoas, entre pesquisadores, técnicos agrícolas, agricultores e empresários, com apoio do Ministério do Desenvolvimento Agrário/ Secretaria da Agricultura Familiar, por intermédio do CNPq.

O coordenador do projeto, pesquisador da Emepa Élson dos Santos, que ministrou palestras sobre manejo agroecológico sustentável e boas práticas agrícolas para produção de materiais propagativos (manivas-semente) de mandioca e macaxeira ou aipim, destacou que essa é uma das alternativas para aumentar a lucratividade do produtor e com isso contribuir para o fortalecimento da agricultura familiar, com mais emprego e renda no meio rural, como também, a melhoria da qualidade de vida das famílias.

Com o material de alta qualidade genética e fitossanitária o objetivo é proporcionar a melhoria dos sistemas de produção e do agronegócio dessas culturas na Paraíba, e a preservação ambiental, principalmente na Mata Paraibana e no Agreste, regiões propícias à produção. Nestas áreas, essas lavouras apresentam enorme importância socioeconômica, como fonte alimentar e como geradora de renda básica para famílias.

A lavoura tradicional geralmente é plantada utilizando a mão de obra familiar, desempenha elevada importância social como fonte de carboidratos na alimentação da população rural e urbana sob diversas formas para alimentação humana: farinha, fécula (polvilho doce ou goma), amidos modificados, produtos de panificação (biscoitos, pães e bolos), massas (macarrão, farinha e pizza), os produtos extrusados (snacks), beiju, tapioca, carimã, entre outros. Também é bastante usada como ração animal.

Situação – Diante da redução da produção de mandioca e macaxeira a partir de 2012 devido às estiagens ocorridas, o Governo do Estado determinou a busca de alternativa para a recuperação desta cultura. No ano passado, já houve um aumento na área por hectare plantado e colhido e também na quantidade produzida em tonelada, inclusive registrando melhor rendimento médio por quilo/hectare.

O projeto propõe a multiplicação de maniva-semente de variedade produtivas e resistentes à podridão-radicular e distribuição aos agricultores familiares. Élson destacou a importância de incentivar os agricultores familiares para dobrar a produtividade das lavouras.  “Vamos devolver ao produtor rural o prazer de plantar e produzir”, disse o pesquisador.