João Pessoa
Feed de Notícias

Governo prepara agricultores de Paulista para comercializar produtos ao Pnae

quarta-feira, 4 de março de 2015 - 17:31 - Fotos: 

Agricultores familiares do município de Paulista, no Sertão, estão sendo preparados para se tornarem fornecedores ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), numa ação executada pelo Governo do Estado, por meio da Emater-PB local, sob a coordenação do escritório regional em Pombal. O contrato de R$ 73 mil vai garantir o atendimento a nove agricultores que fornecerão produtos agrícolas para escolas municipais e mais uma do Estado, num total de dois mil alunos.

Assim como acontece em outros municípios, o Governo do Estado, por meio da Emater-PB, empresa integrante da Gestão Unificada Emater/Emepa/Intepra, vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, está apoiando o fortalecimento social e econômico de organizações produtivas rurais de base familiar para que forneçam alimentos ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

Na terça-feira (3), foi realizada reunião em Paulista para montagem do projeto e definição da programação para a comercialização de produtos da agricultura familiar. Os agricultores tomaram conhecimento de como ter acesso e a documentação necessária. Assim como já vem sendo feito, os extensionistas rurais continuarão dando a assistência para a produção entregue dentro dos padrões exigidos.

Além de Leonar de Souza, coordenador regional da Emater em Pombal, participaram deste encontro o extensionista Francisco das Chagas Nóbrega, do escritório local, agricultores, gestores das escolas e assessores regionais da Emater-PB.

Programa – O Pnae é um programa do Ministério da Educação que garante alimentação saudável da rede básica de educação no País, por meio de recursos do (FNDE). O objetivo é atender às necessidades nutricionais do alunado, contribuindo para o seu crescimento com alimentos de qualidade e maior rendimento escolar. O programa existe desde 1955, porém foi em junho de 2009 que o Governo Federal implantou a Lei n 11.947, determinando que, no mínimo, 30% do programa devem ser investidos na compra de gêneros alimentícios da agricultura familiar.