João Pessoa
Feed de Notícias

Governo participa do Fórum de Direitos Humanos com Feira da Economia Solidária

segunda-feira, 8 de junho de 2015 - 11:20 - Fotos: 

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Humano (Sedh) e Secretaria Executiva de Segurança Alimentar e Economia Solidária (Sesas), participaram na noite de quinta-feira (4) da abertura do 2º Fórum de Direitos Humanos e Saúde Mental. O evento também contou com a participação especial da Feira da Economia Solidária, na sexta-feira (5) e no sábado (6), no estacionamento da Central de Aulas, Campus I, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), dentro do Fórum de Direitos Humanos.

A Feira teve como eixo essencial permitir a comercialização de produtos da economia solidária e agricultura familiar, momento oportuno para sensibilizar e divulgar o comércio justo e o consumo consciente, garantindo assim, o desenvolvimento local integrado e sustentável. A Paraíba, juntamente com São Paulo e Rio Grande do Norte, vem trazendo um número relevante de expositores, como: artesanatos (fuxico, bonecas de pano, bijuterias, tricô, bolsas), exposição de fotografias, oficinas de artes, literatura de cordel, rendeiras, rodas de conversas com temas voltados para a saúde mental e exposição de doces, tortas, salgados e bolos de culinária regional. Foram realizadas ainda oficinas de formação e espaço de comercialização.

De acordo com a secretária executiva de Segurança Alimentar e Economia Solidária, Ana Paula Almeida, foi de extrema importância participar desses dois dias, já que a secretaria trabalha com geração de emprego e renda nas diversas áreas, como artesões, agricultores familiares e grupos que trabalham com reciclagem. “Esse evento especificamente fortalece uma ação para os usuários de saúde mental, mas o objetivo principal da secretaria é fortalecer os empreendimentos econômicos solidários, que são as cooperativas.”

Para a participante Luciane Martins, de 44 anos, a Exposição de Fotografia foi feita por jovens que foram capacitados através da sensibilidade de cada um, captando imagens junto às várias cooperativas de catadores. É uma temática importante para mostrar a inclusão social dos catadores e o respeito ao meio ambiente. “Quando se fala na Feira de Economia Solidária, a gente não está pensando apenas no espaço de comercialização de produtos e serviços, mas tentando também a divulgação, um espaço para se trabalhar a cultura de um modo geral”, completou.