João Pessoa
Feed de Notícias

Governo participa de lançamento do movimento “Você e a Paz” na Paraíba

domingo, 10 de janeiro de 2016 - 19:41 - Fotos:  Secom-PB/ Fco França

O secretário de Estado da Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, João Azevêdo, participou, neste domingo (10), do lançamento do movimento “Você e a Paz” na Paraíba. O evento reuniu mais de 1,5 mil pessoas e marcou o encerramento da programação do VI Congresso da Federação Espírita Paraibana, realizado no Centro de Convenções de João Pessoa.

A solenidade contou com shows do cantor Nando Cordel, grupos Acorde, Canto e Luz, Semearte e Escolhas de Luz. A campanha de incentivo à cultura de paz já existe em várias cidades do Brasil e é considerada referência no incentivo e promoção da paz entre as nações.

“O Governo da Paraíba tem a honra de participar do lançamento deste movimento de pessoas unidas em busca da paz. O poder público faz a sua parte com a criação de políticas de segurança, mas é importante que a cultura de paz esteja presente em cada um de nós. Ver um evento trazendo esta mensagem de esperança é de grande relevância”, enfatizou o secretário.

O movimento “Você e a Paz” é ecumênico e foi criado pelo orador e embaixador da Organização das Nações Unidas (ONU), Divaldo Pereira Franco. “Visamos levar os indivíduos a uma reflexão quanto à necessidade de renovação dos sentimentos e mudança de comportamento, em busca da paz. Este movimento deve ser encarado como um ato de cidadania que envolve todos os segmentos sociais”, destacou Divaldo Franco.

“Vamos tentar transformar o mundo em um lugar melhor para se viver. Que a paz esteja em nossos corações e nas nossas ações cotidianas”, frisou o presidente da Federação Espírita Paraibana, Marco Antônio Granjeiro Lima.

A estudante Raquel Lima veio de Pernambuco para participar do movimento e destacou a satisfação de ver pessoas unidas com o mesmo objetivo. “Estamos cansados de presenciar guerras, disputas por poder entre os povos, queremos que a paz reine em todo lugar e vir aqui me faz crer que isso ainda é possível. O mundo pode e deve ser pacífico”, concluiu Raquel.

Já Briana Oliveira revelou que veio ao evento porque acredita que a paz deve começar por cada indivíduo e encontrar pessoas que pensam da mesma forma é incentivador. “O combate à violência vai depender também da postura individual do cidadão, discutir esse tipo de assunto é de suma importância para construirmos um mundo melhor”, enfatizou.