Fale Conosco

19 de junho de 2012

Governo participa de conferência sobre desenvolvimento sustentável



O governador Ricardo Coutinho participa nesta quarta-feira (20), a partir das 15h, da abertura do segmento de Alto Nível da conferência Rio + 20 no Rio Centro, no Rio de Janeiro, que contará também com a participação de chefes de Estado do Brasil e de vários países. Ele foi convidado pela presidenta Dilma Rousseff, que irá chefiar a conferência.

Nesta terça-feira (19), o vice-governador Rômulo Gouveia e o secretário de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Ciência e Tecnologia, João Azevedo, representarão o governo da Paraíba, na cerimônia de abertura da Cúpula Mundial de Estados e Regiões, prevista para as 11h, no Parque dos Atletas.  Neste fórum serão discutidas experiências adotadas por Estados, regiões e províncias dos cinco continentes que englobem dimensões econômicas, social e ambiental do desenvolvimento sustentável.

O governador Ricardo Coutinho destacou que o Brasil sedia, 20 anos depois, uma nova conferencia mundial sobre desenvolvimento sustentável, que aponta caminhos alternativos para o mundo. “Esse é um grande debate que se estabelece na atualidade, porque não se pode ter desenvolvimento, seja na área humana, social ou política, que não passe fundamentalmente pela questão da sustentabilidade. Essa preservação do meio ambiente tem que olhar para o homem, para o ser humano, e para outras espécies animais e vegetais”, afirmou.

O governador destacou que o Governo do Estado vem desenvolvendo ações para reduzir e minimizar os impactos ambientais, como por exemplo os investimentos de R$ 2,2 milhões para combater a praga da cochonilha na palma forrageira para gerar uma melhor subsistência do rebanho, a busca em atacar as pragas que contaminam as plantações com uso de produtos orgânicos, o apoio ao algodão orgânico e na batatinha agroecológica e ações de apoio ao turismo como a revitalização do Vale dos Dinossauros.  “Esse é um esforço que o Governo do Estado tem feito ao dispensar o uso de substâncias químicas nas nossas lavouras com instrumentos livres de agrotóxicos, preservando, assim, a saúde da população”, comentou.

Na visão de Ricardo, o mundo vive uma profunda crise que não é só econômica ou ambiental, mas de um modelo de consumo em que a sociedade está consumindo mais do que a natureza pode dispor. “Precisamos construir um modelo de consumo mais equilibrado e a conferência é um fórum adequado para isso”, observou.

A Paraíba contribuiu com o documento base que será apresentado pelo governo Federal que espera a incorporação da erradicação da pobreza como elemento essencial para se alcançar o desenvolvimento sustentável e a plena inclusão do conceito de desenvolvimento sustentável no processo decisório dos atores nos pilares econômicos, sociais e ambientais.

O documento base que será discutido durante a Rio + 20 deve conter eixos e metas de desenvolvimento sustentável nas áreas recursos hídricos e combate à desertificação, gestão de resíduos sólidos e das emissões de gases de efeito estufa, energias renováveis, transporte, construções sustentáveis, compras públicas sustentáveis, turismo sustentáveis e alimentos saldáveis.