João Pessoa
Feed de Notícias

Governo orienta profissionais que vão atuar na Campanha de Multivacinação

sexta-feira, 2 de setembro de 2016 - 17:44 - Fotos:  Ricardo Puppe/Secom Pb

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), finalizou, na manhã desta sexta-feira (2), o processo de capacitação dos profissionais de saúde responsáveis pela imunização em todas as Macrorregiões de Saúde do Estado e que vão participar da Campanha de Multivacinação, que será realizada a partir do dia 19 até o dia 30 deste mês. O ‘Dia D’ será em 24 de setembro, no município de Bayeux.

As reuniões começaram na terça-feira (30) e a intenção foi qualificar e atualizar os conhecimentos daqueles que lidam diretamente com o andamento da Campanha de Multivacinação. “Ressaltamos o que é e quais os objetivos da campanha, como deve ser a mobilização e como as equipes devem se organizar. Além disso, reforçamos aos profissionais o calendário vacinal, questões pertinentes sobre a cobertura vacinal em cada município e esclarecemos dúvidas sobre o esquema e o registro de informações no sistema”, explicou a chefe do Núcleo de Imunização da SES, Isiane Queiroga.

A Campanha de Multivacinação tem o objetivo de atualizar a caderneta de vacinação e melhorar a cobertura vacinal de crianças menores de cinco anos e na faixa etária de 9 a menor de 14 anos – a inclusão dos adolescentes é uma novidade desta edição.

“Por se tratar de uma avaliação e atualização das cadernetas, esta campanha não tem metas a cumprir – nossa missão é colocar as cadernetas do público-alvo em dia. O Estado já iniciou a distribuição de vacinas e insumos necessários para todas as Gerências Regionais de Saúde que, posteriormente, passarão aos 223 municípios”, informou Isiane Queiroga.

As vacinas disponibilizadas durante a Campanha Nacional de Multivacinação serão: BCG, Hepatite B, VIP (Vacina Inativada Poliomielite), VOP (Vacina Oral Poliomielite atenuada), Rotavírus, Pentavalente, Pneumo 10, Meningo C, Tríplice Viral, Tetraviral/Varicela, DTP (Tríplice Bacteriana), Dupla Adulto, HPV, Hepatite A e DTP Acelular. Destas, três são específicas para adolescentes: HPV, Tríplice Viral e Dupla Adulto, que é a antitetânica.

“Nosso alerta é que os pais levem as crianças e adolescentes com suas respectivas cadernetas aos postos de vacinação para que sejam avaliadas, independente de estar em dia ou não. Isso é importante porque, além da avaliação, existe o Boletim de Comparecimento que registra, caso a caderneta esteja em dia, o comparecimento da criança ou do adolescente no posto de vacinação. Caso a criança ou adolescente tenha deixado de tomar alguma vacina oferecida pelo Calendário Nacional de Vacinação, as doses serão atualizadas”, ressaltou Isiane.

Ela reforçou, ainda, que é preciso redobrar a atenção para o chamamento dos adolescentes, para que possam receber as vacinas. “É imprescindível que os profissionais de saúde dos municípios desenvolvam estratégias para atrair os adolescentes aos postos de vacinação. É importante salientar, também, que a cobertura vacinal do HPV está baixa, então vamos aproveitar o momento para mudar esta realidade e colocar em dia a imunização das adolescentes que ainda não tomaram a vacina”, pontuou.

De acordo com a coordenadora da Vigilância em Saúde do município de Bayeux, Lúcia Sales, as atividades de divulgação da campanha já começaram. “É indispensável que a população abrace esta ação, principalmente porque se trata de promoção à saúde. Nós trabalhamos muito com os agentes de saúde avisando às mães sobre o início da campanha e esse boca a boca surte muito efeito. Além disso, divulgamos nas rádios comunitárias para que todas as pessoas possam saber a importância da imunização”, relatou.