Fale Conosco

19 de fevereiro de 2018

Governo leva novas ações e beneficia 50 famílias em Alagamar



O Governo do Estado leva novas ações para o Assentamento Alagamar, no município de Salgado de São Félix, onde a Gestão Unificada Emepa/Interpa/Emater, empresa vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, implantou o Projeto Ecoprodutivo.

Nesta fase, serão contempladas 50 famílias integrantes do Projeto Ecoprodutivo com ações que vão desde bovinocultura mista, ovinocultura, suinocultura de corte e avicultura alternativa, além da construção de apriscos rústicos, reforma de pocilga, instalação e reformas de cercas, aquisição de ração e medicamentos veterinários.

O projeto também prevê a aquisição de reprodutores de boa qualidade genética, além da inclusão das famílias a outras políticas de inclusão, a exemplo da comercialização da produção do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentos Escolar (PNAE), construção de cisternas, entre outros.

As ações fazem parte do Programa Fomento às Atividades Produtivas Rurais, que integra o Plano Brasil Sem Miséria, que consiste em um conjunto de ações e programas que visam retirar parcela da população da extrema pobreza e seus objetivos são: elevar a renda familiar per capita da população em situação de extrema pobreza com a garantia de renda, também visa ampliar o acesso aos serviços públicos. As famílias beneficiadas são aquelas com renda familiar per capita de até R$ 85,00 mensais, que representa 13,99% da população paraibana.

O valor do projeto para cada família é de R$ 2.400,00 liberados em duas parcelas, sendo a primeira de R$ 1.400,00 vai ser liberada na quinta-feira (22), e o restante após comprovado a aplicação dos recursos através de laudo, quando o técnico solicitará a liberação da última parcela. Estão sendo beneficiadas 50 famílias que participaram do Diagnóstico Rápido Participativo, todas residentes em Alagamar.

Este programa é resultado de um acordo de cooperação técnica entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário – MDSA, a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Programa Fomento com recursos a fundo perdido. Os beneficiários terão os serviços de assistência técnica pela Emater durante três anos, com acompanhamento e orientação, elaboração de diagnóstico da Unidade de Produção Familiar, elaboração de projetos produtivos.

Na região de Itabaiana, este projeto beneficiará os municípios de Pilar e Salgado de São Félix. Em Salgado de São Félix, precisamente no Assentamento Alagamar a Gestão Unificada executa o Projeto Ecoprodutivo, usando a metodologia participava, executada pelos extensionistas José Wilson e Lúcio Fábio, sob a coordenação do chefe do escritório regional da Emater Paulo Emilio de Souza.