João Pessoa
Feed de Notícias

Governo leva água doce para 93 comunidades paraibanas atingidas pela seca

quarta-feira, 13 de março de 2013 - 12:44 - Fotos: 

Água doce e de boa qualidade para todos. É o que o Governo do Estado, em parceria com o Ministério do Meio Ambiente, planeja proporcionar até o ano de 2015 às localidades menos beneficiadas de água para o consumo humano. Um grupo de 15 técnicos em gestão das águas está trabalhando no diagnóstico de várias comunidades da zona rural, com o objetivo de identificar as localidades possíveis de receber um Sistema de Dessalinização. A proposta é levar água doce através de dessalinizadores a 93 comunidades espalhadas pelo Estado, onde o acesso à água é difícil através de sistema adutor.

O grupo já percorreu 138 comunidades localizadas em 15 municípios paraibanos nas regiões do Cariri, Curimataú e Sertão, onde a principal alternativa para o abastecimento com água de beber tem sido através de carros-pipa. Para diminuir o sofrimento da população menos assistida em abastecimento de água, o Ministério do Meio Ambiente assinou um convênio com o Governo do Estado, através da Secretaria de Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia, e Fundação de Apoio à Pesquisa (Fapesq-PB), que resultará num investimento de aproximadamente R$ 2,6 milhões. O convênio é parte do Programa Água Doce, inserido no projeto Água Para Todos do plano Brasil Sem Miséria, do Governo Dilma Roussef.

O trabalho dos técnicos consiste em identificar a dificuldade de abastecimento de água nas comunidades, existência de poço, qualidade da água e vazão do poço, e se há condições de receber o Sistema de Dessalinização. Já foram visitadas comunidades nos municípios de Cacimbas, Desterro, Damião, Casserengue, Algodão de Jandaíra, Pocinhos, Barra de Santa Rosa, Picuí, Seridó, Pedra Lavrada, Tacima, Sossego, Nova Palmeira e Soledade.

Segundo o gerente do projeto, Isnaldo Cândido, o diagnóstico já foi concluído em 11 municípios. Nos outros três municípios, o trabalho está em fase de análise de dados. Até o final deste semestre, deverão ser visitadas 279 comunidades paraibanas, ranqueadas pelo Ministério do Meio Ambiente, onde a população sofre com os efeitos das longas estiagens.

As 93 comunidades detectadas como aptas para ter um Sistema de Dessalinização receberão um equipamento de dessalinização, um abrigo de alvenaria, um reservatório de água potável com chafariz e um reservatório de contenção do concentrado.

A água subterrânea salobra ou salina é captada no poço tubular e armazenada em um reservatório de água bruta. Em seguida, essa água passa pelo dessalinizador, que utiliza o processo de osmose inversa, processo no qual membranas que funcionam como um filtro de alta potência retiram os sais da água deixando a quantidade aceitável para os padrões de potabilidade.

Após dessalinizada, a água é armazenada em reservatório de água potável para distribuição com a comunidade, e o concentrado é armazenado em um reservatório para ser encaminhado ao tanque de contenção e evaporação.

O Programa Água Doce prevê o acesso de 40 litros de água por família, sendo exclusiva para beber, cozinhar, escovar os dentes e dar banho em recém-nascidos. A meta é distribuir um mínimo de 5 litros de água potável por pessoa/dia nas localidades beneficiadas. No entanto, de acordo com Isnaldo Cândido, é fundamental para o sucesso do projeto a parceria entre governos federal, estadual e municipal, e a comunidade local.