Fale Conosco

12 de abril de 2012

Governo leva ações de combate e prevenção à dengue a comunidades indígenas



O Governo do Estado vai participar das comemorações alusivas ao Dia do Índio que será lembrado no próximo dia 19.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) vai realizar um trabalho de prevenção à dengue na população indígena na faixa etária de 7 a 10 anos. A ação implicará na entrega de 1,5 mil jogos educativos que deverão ser aplicados nas salas de aula de cada aldeia, abordando conhecimento sobre a doença e como preveni-la.

O trabalho integrará as comemorações alusivas ao Dia do Índio, que transcorre no dia 19 deste mês. A entrega oficial do material será realizada durante o turno da manhã na Aldeia São Francisco, localizada no município da Baia da Traição.

Essa ação faz parte do Projeto “Olimpíada de combate à dengue”, um trabalho de educação e prevenção que começou no último trimestre do ano passado e já atendeu a vários municípios das regiões do Brejo e do Sertão.

“A equipe técnica de saúde do DSEI Potiguara tem encontrado uma importante parceria junto à Secretaria de Estado da Saúde, e a disponibilização de material educativo pela Coordenação de Vigilância em Saúde-SES para ser utilizado pelas equipes locais nas ações de prevenção da dengue na área indígena, é mais um relevante  apoio que temos recebido” , afirmou Maria Verônica Félix da Silva, Chefe de Atenção à Saúde/DSEI Potiguara.

O objetivo é educar e instruir as crianças de 7 a 10 anos de idade sobre as ações de combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti. A gerente Executiva de Vigilância em Saúde da SES, Júlia Vaz, explicou que o material do projeto consta de um jogo de tabuleiro, um quebra-cabeça e um jogo da memória, todos enfocando as formas de prevenção e combate à doença.

“São jogos educativos que estimulam condutas, e comportamentos corretos para o combate ao vetor da dengue, além de promover a educação para a adoção de formas de prevenção e controle”, detalhou Júlia Vaz. Segundo ela, as crianças se transformam em agentes multiplicadores dessas informações juntos aos pais.

O trabalho será realizado em parceria com ao Distrito Sanitário Especial Indígena Potiguara da Secretaria Especial de Saúde Indígena do Ministério da Saúde.

Júlia Vaz disse que a situação epidemiológica da dengue nos municípios que concentram as aldeias indígenas da Paraíba é considerada boa, pois este ano não houve registro de casos nos municípios da Baia da Traição e Marcação.

Entretanto, o município de Rio Tinto notificou cinco casos suspeitos, sendo, três descartados e dois confirmados como dengue clássica. “No geral, a situação não inspira cuidados emergenciais, mas não pode ser negligenciada, motivo este que impulsiona a SES a trabalhar as ações de prevenção junto a este grupo populacional para enfrentamento principalmente do período de chuva que está para chegar”, avaliou.

[gview file="http://static.paraiba.pb.gov.br/2012/04/Aldeias-que-receberão-os-jogos.doc"]