João Pessoa
Feed de Notícias

Governo lança o Caderno de Cultura do Projeto “Alumbrar”

terça-feira, 11 de agosto de 2015 - 19:02 - Fotos: 

Mais de 600 pessoas, entre estudantes, professores e autoridades, participaram, nesta terça-feira (11), do lançamento do Caderno de Cultura Paraíba, material elaborado pelo Projeto Alumbrar, desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (SEE) em parceria com o Ministério da Educação e a Fundação Roberto Marinho. O Caderno traz a diversidade da cultura paraibana por meio da música, dança, folguedos, gastronomia, artesanato, artes visuais e muitas outras expressões. O lançamento faz parte das comemorações alusivas ao Dia do Estudante, celebrado na mesma data, e contou com a presença da vice-governadora Lígia Feliciano.

Durante o evento, o escritor paraibano Bráulio Tavares, que contribuiu com o Caderno de Cultura, ministrou aula-espetáculo, que foi mediada pelo jornalista Zeca Camargo. “Alumbrar significa iluminar, é quando alguém se depara com uma luz tão forte que fica deslumbrado, esta luz é a cultura. Não temos em nenhum estado a representatividade cultural que a Paraíba tem”, enfatizou Bráulio. “Paraibano é enxerido, ele acha que pode fazer tudo que o resto do mundo faz; e pode”, brincou o escritor.

Os cadernos foram entregues aos alunos representantes das diversas Gerências Regionais de Educação (GRE) pelas autoridades presentes. A vice-governadora Lígia Feliciano lembrou a diversidade de ações do Governo do Estado ao preocupar-se com todos, até mesmo com os alunos que se encontram na situação de distorção idade-ano. “Tudo isso é feito para que os paraibanos sejam o orgulho desta terra. Que este dia marque a vontade de estudar, progredir e amar a Paraíba cada vez mais”, enfatizou Lígia.

O secretário de Estado da Educação, Aléssio Trindade, falou da satisfação de ser um estudante neste dia. “Foi bom assistir a uma aula agradável, uma aula viva. Isto é o Alumbrar. Aqueles que estavam desanimados com a escola têm neste projeto a oportunidade de enxergar a educação de forma diferente, pois o Alumbrar ensina para a vida”, comentou.

A gerente geral da Fundação Roberto Marinho, Vilma Guimarães, desejou que a próxima edição do Caderno de Cultura seja elaborada com a recriação das histórias vividas nas escolas, com as produções dos alunos e dos professores do Alumbrar e que todos os estudantes e professores continuassem alumbrados pela educação.

O secretário de Estado da Cultura, Lau Siqueira; a secretária executiva pedagógica da SEE, Roziane Marinho; a presidente da Fundação Espaço Cultural (Funesc), Márcia Lucena e a presidente do Conselho Estadual de Educação (CEE), Janine Marta, também estiveram presentes. Para encerrar, a orquestra do Programa de Inclusão Através da Música e das Artes (Prima) fez uma apresentação com músicas que representam a nossa cultura.

Alumbrar - O projeto Alumbrar utiliza a metodologia telessala para a correção da distorção entre a idade e o ano letivo do estudante. O objetivo é reorganizar a trajetória escolar desses estudantes e motivar a continuação dos estudos, permitindo seu ingresso no Ensino Médio no tempo adequado. O Alumbrar está presente nas 14 Gerências Regionais de Educação desde 2014 e conta com a participação de 7.604 estudantes.