João Pessoa
Feed de Notícias

Governo lança Cooperar II que investirá US$ 28 milhões na PB

quarta-feira, 5 de maio de 2010 - 16:23 - Fotos: 

Manter o homem do campo em sua terra e gerar emprego e renda para 35 mil famílias rurais de 222 municípios paraibanos são as principais metas das ações do Projeto de Redução da Pobreza Rural do Estado a Paraíba (PRPR) – Projeto Cooperar II, etapa que foi lançada nesta quarta-feira (5) em solenidade realizada no ginásio de esportes Clube Cabo Branco, no Bairro do Miramar, em João Pessoa. Serão aplicados US$ 28,17 milhões, sendo US$ 7,27 milhões a contrapartida do Estado.

Os recursos do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird) vão financiar 800 subprojetos de infraestrutura (560), produtivos (160) e sociais (80). O evento serviu para que os técnicos do Cooperar apresentassem e distribuíssem com agricultores cartilha explicativa que mostra em detalhes o que é o projeto, seus objetivos, as fontes de recursos, área de abrangência, quem são os beneficiários, quais os tipos de subprojetos, e o papel das associações comunitárias e dos conselhos municipais.

Orientações – A cartilha contém ainda os nove passos que as associações devem dar para obter financiamento e dois anexos com os modelos de encaminhamento de subprojeto ao conselho municipal e desse ao Projeto Cooperar. As obras de infraestrutura são investimentos que venham facilitar as condições de desenvolvimento das comunidades como: passagens molhadas, sistemas de abastecimento d’água, cisternas de placa, melhoria de acesso rural, saneamento básico comunitário, eletrificação rural e reflorestamento.

Os subprojetos produtivos financiados pelo Cooperar abrangem as áreas de artesanato, caprinocultura, apicultura, agricultura irrigada e piscicultura. Na área social, investimentos de uso coletivo voltados para melhoria do índice de desenvolvimento humano e o bem estar da comunidade, a exemplo de centro de atividades múltiplas, creche comunitária, alfabetização de jovens e adultos e apoio à cultura.

Passo-a-passo – Plácido Pires, gestor estadual do Projeto Cooperar, destaca que os nove passos das associações rumo ao financiamento de seus subprojetos são os seguintes: definição de um projeto prioritário, encaminhamento para o conselho, demanda no conselho, viabilidade técnica dos projetos, celebração do convênio, contratação do executor do projeto, execução do subprojeto, acompanhamento e supervisão do subprojeto, e por fim a prestação de contas.

O gestor do Cooperar revelou ainda que o lançamento do programa marca a retomada das ações da iniciativa, que estava sem atuar há mais de dois anos. “Foi uma luta intensa do governador José Maranhão para desobstruir o projeto interrompido nos últimos anos do governo passado”, lembrou, adiantando que será lançado um site do Cooperar para facilitar o acesso dos agricultores às diversas etapas do financiamento.

A solenidade teve a participação do secretário estadual do Planejamento e Gestão, Osman Cartaxo, que representou o governador José Maranhão; do coordenador de projetos do Banco Mundial no Brasil, Edward Bresnyan, mais prefeitos, deputados e centenas de agricultores representantes de associações comunitárias e conselhos municipais dos 222 municípios contemplados.

Incentivo – Edward Bresnyan, do Banco Mundial, revelou que a nova etapa do Cooperar vai priorizar a infraestrutura hídrica, principalmente, além dos projetos produtivos e sociais. Dirigindo-se aos agricultores presentes à solenidade, o diretor da instituição de crédito afirmou que futuramente voltará à Paraíba para visitar o andamento de alguns projetos e incentivou a todos “a escolherem bem seus subprojetos de acordo com as necessidades e as viabilidades em cada comunidade”.

Em nome dos prefeitos presentes ao evento, a prefeita de Barra de São Miguel, Luzinete Teixeira Lopes, revelou que o Cooperar tem contribuído ao longo dos anos com o desenvolvimento dos municípios, com o olhar para as comunidades rurais. No passado, ela já foi conselheira municipal trabalhando junto a associações de trabalhadores rurais e estimulou os presidentes de entidades a elaborarem projetos e utilizar bem os recursos do Cooperar.

A prefeita do município de Bonito de Santa Fé, Aldery Caju, afirmou que em seu município existem 34 comunidades rurais e 15 delas estão apresentando projetos ao Cooperar. Ela comemorou “a volta das atividades do projeto que desenvolve a área rural dos municípios”.

Já o presidente da Associação dos Agricultores do Município de Marizópolis, Francisco José da Silva (Chicão), vai apresentar ao Cooperar um projeto de eletrificação e avalia que a retomada das ações “é fundamental para o desenvolvimento das comunidades rurais da Paraíba”.

Josélio Carneiro, com fotos de manodecarvalho, da Secom-PB