João Pessoa
Feed de Notícias

Governo lança campanha para deixar Paraíba livre da aftosa

quarta-feira, 4 de maio de 2011 - 15:35 - Fotos: 

 

A campanha oficial foi apresentada pelo secretário Marenilson Batista - José Marques

O Governo do Estado lançou nesta quarta-feira (4) a Campanha Estadual de Vacinação Contra a Febre Aftosa deste ano. A meta é imunizar mais de 90% do rebanho de bovinos e búfalos da Paraíba, que se encontra em estado de risco médio da febre aftosa. A campanha oficial, com o slogan “Quando você vacina não é só a vaca que vai para o Brejo”, foi apresentada aos produtores e à imprensa na Estação Experimental da Emepa, localizada na rodovia PB-75, em Alagoinha. O rebanho de gado do Estado é de R$ 1 milhão e 269 mil e 451 e de búfalos 1.625.

Durante a solenidade de lançamento da campanha, estiveram presentes o secretário de Desenvolvimento da Agropecuária e Pesca, Marenilson Batista; o secretário Executivo de Agropecuária, Rômulo Montenegro; o secretário executivo da Agricultura Familiar, Alexandre Araújo; o presidente da Emepa, Manoel Duré; o presidente da Emater, Geovani Medeiros e o superintendente Federal de  Agricultura e Pecuária da Paraíba, Hermes Ferreira.

Também prestigiaram o evento a deputada estadual Léa Toscano e os prefeitos de Alagoa Grande, João Bosco Carneiro; de Alagoinha, Alcione Beltrão; de Dona Inês, Antônio Justino; de Pilõezinhos, Júnior Mendes, e o vice-prefeito de Mulungu, Ricardo Bandeira. As autoridades acompanharam a primeira aplicação de vacina de um touro da raça Guzera.

Os 108 mil produtores do Estado terão até o dia 31 de maio para vacinar o seu rebanho e comprovar a imunização entregando a nota fiscal, o anexo 13 (declaração de animais) e o frasco de vacina lacrado em uma das unidades locais de saúde animal e vegetal ou nos escritórios da Emater nos municípios.

O secretário do Desenvolvimento da Agropecuária e Pesca, Marenilson Batista, destacou que o esforço do governo e a colaboração dos produtores farão com que a Paraíba saia da área de risco para a condição livre da aftosa com a vacina, que possibilitará que o rebanho do Estado tenha mais saúde e possa ter mais facilidade para ser comercializado em outros estados. “Temos raças de ótima qualidade e que poderiam estar sendo exportadas, mas devido ao risco da aftosa, perdem valor e ficam limitados pelas barreiras sanitárias”, explicou.

Ele informou que na campanha realizada no ano passado a Paraíba conseguiu vacinar apenas 73% do seu rebanho, o que é insuficiente para receber o selo de livre da aftosa com vacina dada pela Organização Mundial de Saúde Animal. “Para vencer a febre aftosa, a cada semana será realizado um “Dia D” em cada região do Estado e serão realizadas vistorias em propriedades rurais para acompanhar o cumprimento das normas sanitárias”, explicou Marenilson.

Os produtores terão até 31 de maio para vacinar o rebanho – José Marques

O técnico Jamir Mascena, gerente executivo de Defesa Agropecuária do Estado, alertou a obrigatoriedade da vacinação do rebanho e da atualização do cadastro. Caso não efetue, o produtor poderá ser multado em R$ 200,00 e não receberá a Guia de Trânsito Animal, documento necessário para o transporte dos animais. Jamir acrescentou que a vacinação deverá ser feita inclusive nos primeiros dias de vida.

Visita – Em Alagoinha,  as autoridades também visitaram a Usina de Beneficiamento de Sementes da Emepa que foi reformada e está pronta para receber 8 toneladas de sementes por dia. O custo da obra foi de R$ 150 mil. O presidente da Emepa, Manoel Duré, informou que em breve o local iniciará o beneficiamento e a distribuição de sementes para um universo de mais de 100 mil famílias da região.