Fale Conosco

30 de maio de 2011

Governo irá ceder área em Cabedelo para abrigar Centro de Referência em Pesca e Navegação Marítima



O Governo do Estado irá ceder uma área de responsabilidade da Companhia Docas para a instalação de um Centro de Referência em Pesca e Navegação Marítima no município de Cabedelo. O centro será implantado pelo Ministério da Educação, através do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia (IFPB) e pela Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento – AECID.   O investimento para implantação do centro de ensino será de quase 5 milhões de dólares.

Na tarde desta segunda-feira (30), o governador Ricardo Coutinho recebeu o reitor do IFPB, João Batista; a diretora do Centro de Navegação, Margarete Rocha; o prefeito de Cabedelo, José Régis; o presidente da Companhia Docas, Wilbur Jácome e a presidente da Cehap, Emília Correia Lima, em uma reunião para agilizar o processo de cessão da área por parte do Estado próxima ao Moinho Dias Branco, onde será instalado o centro de pesquisa.

O governador pediu agilidade à direção do Porto de Cabedelo no processo de cessão da área pública para que o centro possa ser implementado o mais rápido possível. Wilbur Jácome destacou que o Estado está abrindo mão de uma área de sua responsabilidade próxima ao Porto para possibilitar que a Paraíba ganhe o segundo Centro de Referência em Pesca e Navegação do Brasil, se juntando ao que existe em Santa Catarina.

De acordo com Wilbur Jácome, a cidade de Cabedelo possui grande vocação para a pesca e navegação e diante de um “apagão” de mão de obra em áreas como engenharia de pesca, técnicos em pesca e trabalhadores portuários seria uma insensibilidade muito grande fechar os olhos para isso. “Não adianta desenvolver uma atividade sem capacitar os jovens do local e aperfeiçoar a mão de obra existente com capacitação técnica e científica como a que será desenvolvida pelo centro”.

O reitor do IFPB, João Batista, destacou que o apoio do Governo do Estado e da prefeitura de Cabedelo o deixa otimista e que a Paraíba ganhará um centro que será referência no país para a formação técnica e superior na área marítima, pesqueira e portuária. “O mais importante é que possamos beneficiar os jovens e os pescadores locais, que poderão se qualificar, além de atrair pesquisadores estrangeiros para aprofundar os estudos marítimos. O centro também estará integrado ao Centro de Formação, Pesca e Cultura Marinha e servirá como laboratório do campus do IFPB em Cabedelo, que em breve ganhará o curso superior de engenharia e pesca”, adiantou João Batista.