João Pessoa
Feed de Notícias

Investimentos de R$ 326 milhões vão garantir segurança hídrica na Capital

segunda-feira, 19 de maio de 2014 - 17:25 - Fotos:  Waldeir Cabral

O Governo do Estado, por meio da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), está investindo R$ 326 milhões para reforçar e ampliar o sistema de abastecimento de água para a população de João Pessoa. As obras garantirão a segurança hídrica da cidade pelos próximos 20 anos.

De acordo com o presidente da Cagepa, Deusdete Queiroga, as intermitências (interrupções temporárias) no fornecimento de água que têm atingido bairros como Torre, Cristo e Jaguaribe, serão sanados com a implantação da Adutora Translitorânea e de outros 8.297 metros de subadutoras na Capital.

Deusdete destacou que os investimentos realizados em parceria pelos Governos do Estado e Federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), já devem trazer resultado no fim deste semestre, quando deve ser entregue a primeira etapa da Adutora Translitorânea.

Com a conclusão desta etapa, teremos condições de aumentar em 600 litros por segundo a oferta de água, a partir da estação de tratamento de Gramame, disponibilizando 3.834 litros de água por segundo. Isso será possível graças à implantação de 27.900 metros de adutora, que está praticamente pronta, e de uma nova estação que já está em fase de conclusão”, explicou Deusdete, acrescentando que estão sendo investidos mais de R$ 160 milhões só nesta fase do serviço.

O engenheiro Leonardo Brasil, diretor de Expansão da Cagepa, lembrou que a primeira etapa de construção da Translitorânea envolve ainda duas estações elevatórias, um reservatório apoiado de 5.000 m³, um reservatório semienterrado e um stand pipe. “Já a segunda fase contempla a construção da barragem de Cupissura, outro stand pipe, mais uma estação elevatória, além da implantação de mais 10.700 metros de adutora de água bruta”, enfatizou.

A conclusão da segunda etapa da Translitorânea, segundo Leonardo Brasil, deverá acontecer no segundo semestre de 2015. “Com sua implantação, a produção de água tratada para João Pessoa, somando as estações de tratamento de Gramame e Marés, irá saltar dos atuais 3.000 litros por segundo para 4.200”, ilustrou o diretor de Expansão da Cagepa. “Nesta fase da obra, está sendo investido algo em torno de R$ 140 milhões”, completou o engenheiro.

Mais investimentos – Além da Translitorânea, o Governo do Estado está investindo cerca de R$ 26 milhões para garantir mais água de qualidade nas torneiras de boa parte da população pessoense. De acordo com o engenheiro Luciano Nóbrega, gerente de Obras da Cagepa, a Companhia trabalha na implantação de quase 8,3 mil metros de subadutoras. “Além disso, melhorias na estação de Gramame e no sistema de abastecimento de água de reservatórios que atendem os bairros de João Pessoa vão trazer mais água de qualidade para a população”, garantiu.

Luciano revelou que os serviços de reforço e melhoria do sistema de abastecimento d’água de João Pessoa devem ser concluídos no próximo ano e beneficiarão diretamente os moradores dos seguintes bairros: Centro, Jaguaribe, Tambiá, Cordão Encarnado, Roger, Baixo Roger, Varadouro, Padre Zé, Alto do Céu, Porto do João Tota, Salinas Ribamar, Vem Vem, Ilha do Bispo, Treze de Maio, Torre, Bairro dos Estados, João Agripino, Bairro dos Ipês, Boa Vista, Expedicionários, Tambauzinho, Cristo, Rangel, Jd. Itabaiana, Homero Leal, Boa Esperança, Vale das Palmeiras, Mandacaru, Pedro Gondim, Jd. Luna e Jd. Samaritano.

A conclusão dessa obra e a consequente melhoria no sistema de abastecimento desses 31 bairros de João Pessoa possibilitará a Cagepa ofertar mais água para a cidade de Bayeux e o distrito de Várzea Nova, em Santa Rita, já que sobrará mais água da estação de Marés para abastecer essas duas regiões que ficam localizadas na Grande João Pessoa”, revelou o gerente de Obras da Cagepa.

Comemoração – Morador da Avenida Maranhão, no Bairro dos Estados, o comerciante Everaldo Bezerra comemorou as obras executadas pelo Governo do Estado em João Pessoa. “Fico feliz em saber que teremos mais água para essa área e toda cidade. Esses problemas de falta d’água vão acabar, principalmente nesses bairros que têm sofrido tanto. Além do mais, com a qualidade da água garantida, a saúde de todo mundo fica segura”, afirmou.