João Pessoa
Feed de Notícias

Governo investe mais de R$ 720 milhões na economia de Campina

terça-feira, 24 de novembro de 2009 - 20:02 - Fotos: 

Mais de R$ 720 milhões. Esse é o volume de recursos injetados em Campina Grande pelo Governo do Estado, através de obras estruturantes e incentivos ao setor econômico, nos últimos noves meses. Os números e as obras foram apresentados, nesta terça-feira (24), pelo governador José Maranhão durante uma palestra, para um auditório lotado de empresários, na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Campina Grande.

O governador classificou as obras de construção do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande (R$ 124,3 milhões de novos investimentos), da duplicação da BR-104 (R$ 420 milhões), que ligará a ‘Rainha da Borborema’ a Caruaru, e a construção da Adutora São José (R$ 69 milhões), como os principais investimentos que estão sendo realizados no município.

Hospitais – “Nenhum governo na Paraíba investiu tantos recursos em um hospital como estamos fazendo com o Trauma. Nós temos respeito por Campina Grande e queremos que este hospital seja de primeiro mundo”, afirmou José Maranhão aos empresários. Ele fez ainda um balanço sobre a situação dos hospitais em todo o Estado.

Disse que o governo está licitando 15 obras para conclusão, recuperação e construção de hospitais em todo o Estado, dos 35 que foram encontrados quando ele assumiu o governo, “subutilizados, parados ou abandonados”. 

Maranhão fez questão de dizer que mesmo a obra do hospital tendo sido iniciada no governo anterior, o projeto é bom e o povo não pode ser penalizado. “Obras são de caráter impessoal. Não se pode fazer propaganda nem bancar o herói com elas. Nós vamos sim concluir o Hospital de Trauma e entregá-lo ao povo”, comentou.

Como exemplo dado aos empresários presentes à palestra, o governador citou o caso do hospital de Itabaiana, deixado pronto por seu governo há mais seis anos, faltando apenas os equipamentos para funcionar. Ele lembrou que seu sucessor não cuidou da obra. “Ele inaugurou de novo o hospital, anunciou a chegada dos equipamentos para o dia seguinte, mas se passaram seis anos e nada. O local ficou abandonado e nós estamos fazendo tudo de novo”, disse.

Presenças - O prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo, se disse feliz com mais essa visita do governador à cidade. “O governador, envolvido que é com as coisas de Campina Grande, se lança à disposição para ouvir as sugestões e trazer informações relativas a seu governo para o ramo empresarial”, destacou Veneziano.

Além dos empresários e da imprensa, estiveram prestigiando a palestra do governador Maranhão a secretária de Interiorização e Ação Governamental, Ana Cláudia Vital do Rêgo; o prefeito Veneziano Vital do Rêgo, o vice-prefeito José Luiz Júnior, o secretário de Estado da Receita, Anísio Carvalho; o presidente da CDL, Hilton Mota (Tito Motta); o secretário de Assuntos Políticos do município, Alex Azevedo, e o secretário-executivo da Interiorização e Ação Governamental, Assis Costa.
 
Duplicação da BR-104 – Outra grande obra detalhada pelo governador José Maranhão, durante a palestra, foi a duplicação da BR-104 que ligará Campina Grande a Caruaru (PE), obra orçada em R$ 420 milhões. O governador explicou que a rodovia é o elo entre duas economias, “que se completam e estão em constante crescimento”.

Ele aproveitou para informar que o governo já trabalha na segunda etapa do projeto, que seria a duplicação da mesma BR, ligando Campina Grande a Remígio. “Essa parte da duplicação vai atender a região do Brejo, que interage comercialmente com Campina Grande. Com isso, esta cidade voltará a ser o centro comercial de toda essa região”, destacou. Disse ainda que obras precisam ser feitas em parceria, numa referência positiva ao prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo.

Adutora São José – Outro ponto abordado pelo governador José Maranhão foi a construção da Adutora São José, que vai tratar a água armazenada na barragem de Acauã. “Quando eu construi Acauã, muitas pessoas disseram que a água não servia para nada, que era para juntar esgoto e houve até quem comentasse que iria jogar futebol no leito do rio. Mas ela encheu em 30 dias e, hoje, serve para abastecer as populações ribeirinhas ao longo do rio”, disse.

Só na primeira etapa da obra, o Governo do Estado está investindo R$ 24 milhões e outros R$ 45 milhões em uma segunda etapa. No total, serão gastos R$ 69 milhões na construção da adutora, que vai garantir água a Campina Grande e região por pelo menos mais 25 anos. “Campina Grande pode respirar aliviada”, disse.

O governador informou ainda que estão sendo investidos mais R$ 18 milhões em obras de esgotamento sanitário em vários bairros de Campina Grande. Citou também a obra do Canal do Meio (Canal do Bodocongó).

Setor industrial – Maranhão também detalhou os investimentos para o setor industrial. O total chega a R$ 89,5 milhões, com mais de 1,3 mil empregos gerados na cidade. Ele lembrou a inauguração, na última sexta-feira, da empresa de calçados Tess, que gera 1.250 empregos. Citou ainda os incentivos fiscais para uma empresa de móveis no valor de R$ 1.284,000; para uma outra de vidros equivalente a R$ 1.082.000; empresa de pré-moldados no valor de R$ 3.289.000; outra de mármore no valor de R$ 16.546.000; e mais uma do ramo de calçados no valor de 3.000.000, bem como uma de colchões na ordem de R$ 2.900.000.

“Em nove meses de governo, Campina Grande já conseguiu atrair novos investimentos. Por isso, nossa política de incentivos é para que a cidade atraia novos investidores”, afirmou. Ele lembrou outros investimentos, a exemplo da reforma de ginásios e de escolas. Ao concluir a palestra, Maranhão disse aos empresários que gosta de desafio e que está trabalhando dia e noite para reconstruir a Paraíba.

Empresários – O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Campina Grande, empresário Hilton Mota Filho (Tito Mota), afirmou que a vinda das ações anunciadas pelo governador José Maranhão é muito importante para Campina Grande. “Nós precisamos estar juntos do governador, para ouvi-lo e saber dos investimentos não só para Campina Grande, mas para todo o Compartimento da Borborema”, disse.

Ele expressou sua satisfação com o que foi apresentado pelo governador durante a palestra. “Com certeza. Acho que novos encontros deverão continuar acontecendo”. Hilton Mota disse que é importante que a CDL e o comércio fiquem por dentro das ações que o Governo do Estado está implementando em Campina Grande.

O empresário também destacou a boa vontade que o governador tem para com Campina Grande. “Nós sabemos que os recursos são escassos e as necessidades são grandes, por isso é importante essa aproximação dos empresários com o governador. Para lembrá-lo que precisamos sempre de mais obras”, afirmou o presidente da CDL.

Para o presidente da Unimed-CG, Francisco Vieira, a palestra do governador foi objetiva. “Ele conseguiu passar realmente o que o Governo do Estado tem para fazer por Campina Grande”. Disse ainda que os recursos anunciados pelo governador José Maranhão ajudarão a cidade a crescer.

Ele classificou os investimentos como “satisfatórios”, e justificou: “Porque esses investimentos, que deveriam ter sido feitos antes, são a base do futuro. Sem esses investimentos feitos agora, a cidade não podia se movimentar”.

Já Hamilton Fechine, empresário do ramo de combustíveis em Campina Grande, observou que a palestra foi benéfica para a classe empresarial. “Nós só temos que agradecer ao governador os investimentos trazidos para a Campina Grande e os que virão”, destacou Fechine.

Balanço em outras áreas – O governador José Maranhão aproveitou para fazer um balanço dos investimentos no Estado na área de segurança. Ele anunciou a aquisição de dois helicópteros – um em parceria com o governo federal e outro diretamente com o Ministério da Justiça – para uso no combate a criminalidade. “Darão mobilidade à polícia”, disse.

Ainda na área de segurança o governador anunciou a recuperação de vários prédios onde funcionam Delegacias de Polícia por todo o Estado e compra de 250 novas viaturas policiais, “pois muitas das que ainda rodam hoje foram deixadas no meu Governo, há 10 anos e não servem mais”. Somente em Campina Grande serão investidos R$ 980 mil para recuperar alguns setores de segurança, disse o governador.

Maranhão citou a situação crítica de 57 estradas estaduais que cortam o Estado. “Não estou aqui para criticar quem saiu, mas não posso deixar de mencionar a situação em que encontrei o Estado”, disse à platéia.
 

Sony Lacerda e Apolinário Pimentel, com fotos de Mano de Carvalho, da Secom-PB