Fale Conosco

28 de fevereiro de 2012

Governo investe em pesquisa agropecuária e constrói sede da Emepa



Este ano, o Governo da Paraíba investirá R$ 14 milhões em obras de melhorias da infraestrutura da Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba (Emepa). Criada em 1978, somente agora a empresa terá sede própria. O novo endereço fica próximo à Estação Experimental da Emepa em Mangabeira, local que desenvolve pesquisas em fruticultura.

“As amplas e modernas instalações da empresa abrigarão, também, o Núcleo de Apoio à Geração de Difusão de Transferência de Tecnologia. A construção está em ritmo acelerado. No total, estão sendo investidos R$ 1,3 milhão”, disse o presidente da Emepa, Manoel Duré.

Segundo Duré, a obra inclui um auditório. “Teremos os ambientes da diretoria, das gerências e das coordenadorias, o que vai proporcionar melhores condições de trabalho aos pesquisadores. A sede própria é um sonho antigo de todos que fazem a Emepa”, ressaltou.

O Governo também investirá na reforma das estações experimentais da Emepa em Lagoa Seca, Soledade, Sapé, Campo de Santana, Alagoinha e Umbuzeiro. O investimento total será de R$ 14 milhões, oriundos do PAC da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Histórico – A Emepa foi instituída pela Lei Estadual nº 4.034, de 20 de dezembro de 1978. É uma empresa pública vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap), dotada de personalidade jurídica de direito privado, com patrimônio próprio e autonomia administrativa e financeira. Nacionalmente, é integrante do Sistema Nacional de Pesquisa Agropecuária (SNPA), coordenado pela Embrapa.

 

Foi fundada em João Pessoa com a missão de gerar, adaptar e transferir conhecimentos e tecnologias, visando o desenvolvimento sustentável do negócio agrícola do Estado da Paraíba. A Emepa promove, planeja, estimula, supervisiona, coordena e executa atividades de pesquisa e experimentação no Estado da Paraíba, com o objetivo de produzir conhecimentos capazes de viabilizar a execução de planos de desenvolvimento agropecuário do Estado.

 

A empresa também colabora na formação, orientação e coordenação da política do setor agrícola do Estado, bem como programa e desenvolve pesquisas, diretamente ou em cooperação com instituições próprias, sobre pesca, meteorologia e outras modalidades compreendidas na área de atuação da secretaria.

 

Em 33 anos de existência, a Emepa vem atuando com pesquisa agropecuária e desenvolvimento, abrangendo os conhecimentos das ciências agronômicas e veterinárias, da sociologia e economia rural e da tecnologia de processamento de produtos agropecuários. Pode, ainda, em cooperação com as entidades próprias, estender-se a assuntos florestais.

 

Atualmente, é considerada um centro de referência no Brasil, pelo domínio das tecnologias sustentáveis para algumas frutíferas tropicais, a caprinoovinocultura e a cultura do inhame, entre outros produtos.