Fale Conosco

23 de novembro de 2011

Governo intensifica campanha contra febre aftosa



A Campanha de vacinação contra a febre aftosa entra na reta final. Até o dia 30 de novembro, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e Pesca (Sedap) vai intensificar as ações para incentivar e conscientizar sobre a obrigatoriedade da vacina. Neste sábado (26), haverá uma mobilização especial no município de Monteiro.

O titular da Sedap, Marenilson Batista da Silva, determinou que todos os escritórios da Defesa Agropecuária e da Emater, nos 223 municípios do Estado, fiquem abertos em tempo integral, inclusive nos finais de semana, para atendimento aos criadores de bovinos e bubalinos. Segundo ele, não há possibilidade de prorrogação do prazo de vacinação. “Obedecemos o que determina o calendário de imunização do Ministério da Agricultura”, alertou.

A Sedap vem realizando eventos e palestras para mobilizar os criadores, sobretudo em municípios onde estão localizados os maiores rebanhos. A expectativa é de que sejam vacinadas no Estado mais de 1,2 milhão de cabeças de bovinos e 1,6 mil de bubalinos de todas as idades. Todo o rebanho vacinado na primeira etapa da campanha, ocorrida no mês de maio deste ano, deve receber a segunda dose (reforço).

De acordo com o secretário, a meta do Governo do Estado é vacinar 100% do rebanho.  “O Governo está agindo, mas é necessário que os criadores também façam sua parte e vacinem os animais contra a doença. Precisamos superar os índice anteriores e, por isso, vamos buscar a imunização da totalidade do rebanho paraibano”, ressaltou.

Ações – Para cumprir a meta, a Sedap convocou centenas de servidores, além de firmar parcerias com órgãos governamentais e entidades rurais. “Tivemos o reforço do convênio firmado com o Ministério da Agricultura, no valor de R$ 3.979.126,47, para reestruturação do serviço de sanidade animal”, acrescentou Marenilson. Segundo ele, o valor será utilizado na renovação e recuperação da frota de veículos da Defesa Animal, na reestruturação física dos escritórios no interior do Estado e também em treinamento e capacitação de pessoal, em cursos que acontecerão em João Pessoa, Campina Grande, Sousa, Patos e Guarabira.

Atualização e comprovação – Todos os produtores rurais terão que vacinar e comprovar, além de atualizar o cadastro nos escritórios da Defesa Agropecuária. A ausência de comprovação e de atualização do rebanho impede a emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA), documento necessário para o transporte de animais. A comprovação deve ser feita até o dia 10 de dezembro deste ano, em uma das unidades veterinárias da Sedap. O produtor deve levar a nota fiscal da compra da vacina, as embalagens e duas vias do comprovante de vacinação, emitido no ato da compra nas farmácias veterinárias.

Os proprietários que não vacinarem seus animais estarão sujeitos a multa de R$ 161,55 por cabeça. E, por não declarar, a multa sobe para R$ 323,10, por animal. Após o período de vacinação e de comprovação das vacinas, fiscais da secretaria visitarão propriedades que não cumprirem o prazo, vacinando compulsoriamente os animais e aplicando as multas.

Mais informações e esclarecimentos podem ser obtidos na Gerência Executiva da Defesa Agropecuária da Paraíba ou pelo telefone 0800-281-3031.