João Pessoa
Feed de Notícias

Governo inicia segunda etapa da campanha contra febre aftosa

terça-feira, 28 de outubro de 2014 - 12:09 - Fotos:  Secom-PB

O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca e da Gerência de Defesa Agropecuária (Geda), lança oficialmente, no dia 1º de novembro, a segunda etapa da Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa 2014 no Estado. A solenidade acontecerá às 9h, na Granja Maranata, Sítio São Gonçalo, no município de Santa Terezinha, localizado na microrregião de Patos, a 335 km de João Pessoa.

A primeira etapa da campanha, que aconteceu em maio deste ano, atingiu um percentual superior a 94% de animais vacinados. Já nesta etapa, a meta é alcançar o índice superior a 95% de todo o rebanho, bovino e bubalino, que está em torno de 1 milhão e 300 mil animais, de acordo com os dados da Gerência Agropecuária do Estado.

A Paraíba já foi reconhecida como zona livre de febre aftosa com vacinação. “Nós atingimos a meta de reconhecimento internacional e para que o status de zona livre de aftosa com vacinação seja superado para livre sem vacinação os produtores precisam continuar vacinando o rebanho. Hoje, só Santa Catarina tem o status de livre sem vacinação”, afirma o secretário da Agropecuária do Estado, Rômulo Montenegro.

O titular da Sedap, Agamenon Vieira, destaca a importância do reconhecimento. “É resultado de um trabalho árduo e coletivo. Foi fundamental o apoio do Estado à Defesa Agropecuária, às entidades parceiras e, principalmente, ao quadro de servidores”.

Segundo o gerente da Defesa, Rubens Tadeu, o certificado da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), que reconheceu o Estado como livre de aftosa com vacinação, é um grande incentivo para que a Paraíba consiga avançar nas metas e vacinar 100% do rebanho. “Por isso reforçamos o apelo aos produtores para que vacinem o rebanho, uma vez que o reconhecimento internacional nos permite ampliar os negócios agropecuários, agora com outros países”, afirmou.

O Estado está investindo mais de R$ 400 mil na execução desta segunda etapa de vacinação, garantindo todo apoio logístico para o sucesso da campanha. Os criadores poderão vacinar seu rebanho entre os dias 1º e 30 de novembro. Após este prazo, os criadores têm dez dias para comprovar a vacinação. A Defesa fará fiscalização nas propriedades e os criadores que não comprovarem estarão sujeitos ao pagamento de multa.

A febre aftosa é uma doença contagiosa, causada por um vírus de rápida multiplicação. Os animais infectados apresentam sintomas como feridas na boca, nos lábios, nas tetas e nos cascos, além de se afastarem do convívio com os outros animais e terem dificuldades de locomoção e alimentação. Desde o ano 2000 não é registrado nenhum caso da doença na Paraíba.