João Pessoa
Feed de Notícias

Governo inicia obras do Programa Água Doce em Barra de Santa Rosa

quarta-feira, 10 de junho de 2015 - 09:52 - Fotos: 

Barra de Santa Rosa é o mais recente município paraibano a receber as obras do Programa Água Doce, executado pela Secretaria Estadual da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia. Uma equipe de técnicos esteve no Assentamento Quandú para apresentar a metodologia do programa, informar sobre as próximas etapas de execução e, dessa forma, envolver os moradores da localidade no processo que vai beneficiar 47 famílias.

Serão instalados três reservatórios com capacidade de armazenamento para cinco mil litros de água bruta, dessalinizada e com alto teor salino (concentrado), além do tanque de evaporação, dois chafarizes, bomba dosadora de cloro e cocho para os animais.

Dos locais selecionados pelo Programa Água Doce, os municípios de Serra Branca e Pararí e o Sítio Mato Grosso dos Paulinos, em Picuí, já estão com as obras concluídas, aguardando apenas a chegada dos dessalinizadores, cuja empresa fornecedora já foi contratada pelo Governo do Estado.

“Esse equipamento vai possibilitar aos beneficiários o acesso à água própria para o consumo humano a partir do aproveitamento sustentável de águas subterrâneas”, explicou o coordenador estadual do Programa, Robi Tabolka dos Santos.

De acordo com Robi, além de Barra de Santa Rosa, as obras também estão em andamento em mais quatro comunidades localizadas nos municípios de Nova Palmeira (Sítio Papa Fina), Taperoá (Assentamento José Moreira da Silva), São José dos Cordeiros (Sítio Cardoso) e ainda o Sítio Ligeiro, em Serra Branca

Para ser contemplado no Programa Água Doce, o município deve estar inserido no Índice de Acesso a Água no Semiárido (ICAA), que leva em conta os seguintes critérios: IDH municipal (Pnud) – dados de 2000; taxa de mortalidade de crianças menores de um ano por mil habitantes por município (DataSUS) – dados de 2005; pluviometria (mm/ano) –- média histórica de 1961-1990; e intensidade da pobreza – dados de 2000.

Na Paraíba foram diagnosticadas 391 comunidades de 41 municípios, sendo selecionados 159 poços para testes de vazão, visando recuperar/instalar 93 sistemas de dessalinização. As obras, que deverão ficar prontas até 2016, vão beneficiar aproximadamente 37 mil paraibanos e terão investimento de quase R$ 21 milhões.