João Pessoa
Feed de Notícias

Governo inicia debate sobre saúde do homem com Gerências Regionais dos municípios

quinta-feira, 3 de outubro de 2013 - 11:29 - Fotos: 

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), reúne, nesta quinta-feira (3), profissionais de cinco municípios paraibanos, além das Gerências Regionais de Saúde, para discutir a Política Nacional de Atenção à Saúde do Homem. O evento acontece no auditório do Tambaú Flat, em João Pessoa.

Os municípios que participam do evento são: Cajazeiras, Patos, Campina Grande, João Pessoa e Monteiro. A coordenadora de Saúde do Homem da SES, Ellen Rangel, explicou que os municípios que participam do encontro já implantaram essa política, mas que a intenção do Governo do Estado é levar as ações para todos os municípios paraibanos.

A gerente Executiva de Atenção Básica da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Patrícia Assunção, fez a abertura do evento e destacou a Política Nacional de Atenção à Saúde do Homem e suas ações. “Nesse encontro vamos fortalecer essa política e trabalhar com o objetivo de fazer com essas ações cheguem a todos os municípios paraibanos”, adiantou.

De acordo com Ellen Rangel, cabe ao município operacionalizar o programa, enquanto que compete ao Estado a capacitação dos profissionais de saúde e prestar todas as informações e apoio necessários para a implantação do programa em cada município.

Ela disse que, durante o encontro, haverá uma troca de experiências entre os gestores sobre a atuação do programa, em cada município. Outro tema discutido é a “Paternidade no SUS”, um novo eixo de trabalho que visa fazer com que o homem participe e acompanhe mais a vida da criança e da esposa, desde o pré-natal, gravidez, nascimento e crescimento do filho.

Uma das participantes do encontro é a gerente de Atenção Básica de Campina Grande, Ilka Nunes Marques. Ela disse que o município vem trabalhando as ações de saúde para a população masculina, nos postos de saúde e outros serviços.“Temos procurado fazer com o que o homem procure os postos de saúde para fazer uma avaliação médica e isso vem sendo feito por meio de busca ativa e outras estratégias”, destacou.