João Pessoa
Feed de Notícias

Governo inicia campanha para atualizar cartão de vacinação infantil

quinta-feira, 22 de agosto de 2013 - 11:16 - Fotos:  José Lins/Secom-PB

Buscando ampliar a cobertura vacinal das crianças, o Governo do Estado vai realizar em toda a Paraíba a Campanha Nacional de Atualização da Caderneta de Vacinação, executada em parceria com as Secretarias Municipais de Saúde, de 24 a 30 de agosto. A campanha será aberta às 8h30 deste sábado (24), dia D de divulgação e mobilização nacional, na Praça da Bandeira, em Campina Grande, e vai contar com a participação de 6.650 profissionais de saúde distribuídos nos 2.377 postos de vacinação. A meta da campanha é avaliar a caderneta de vacinação de 294 mil crianças menores de cinco anos.

De acordo com a chefe do Núcleo de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Isiane Queiroga, na campanha serão oferecidas todas as vacinas do calendário básico infantil: BCG, hepatite B, penta, inativada poliomielite (VIP), oral polimielite (VOP), rotavírus, pneumocócica 10 valente, meningocócica, febre amarela, tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba) e DTP (difteria, tétano e coqueluche).

É importante que os pais não se esqueçam de levar o cartão de vacina dos seus filhos para que os profissionais possam avaliar o documento e ver quais os imunizantes que estão atrasados para que sejam atualizados. Caso os pais não tenham o documento, devem levar as crianças para que sejam avaliadas pelos profissionais de saúde”, ressaltou.

A Campanha Nacional de Atualização da Caderneta de Vacinação pretende aumentar a cobertura vacinal das crianças de zero a quatro anos, 11 meses e 29 dias, diminuindo o risco de transmissão de doenças que podem ser evitadas. O calendário de vacinação oferece ao público infantil vacinas para 18 tipos de doenças, sendo 90% delas produzidas no Brasil.

Isiane Queiroga lembra que a prevenção e erradicação de doenças só são possíveis graças à utilização massiva da vacina, a exemplo da varíola, que foi erradicada no mundo inteiro, e da paralisia infantil, erradicada da América. Para os bebês, a importância da vacinação é ainda maior. “Como não possuem o sistema imunológico formado, eles têm mais chances de contrair doenças, e é por esse motivo que há vacinas também para recém-nascidos”, completou.