Fale Conosco

3 de maio de 2013

Governo incentiva plantio de palma e garante reserva alimentar na estiagem



entrega de palma fotos jose lins secom pb 270x2023 270x202 - Governo incentiva plantio de palma e garante reserva alimentar na estiagemAs variedades de palma forrageira resistentes à cochonilha, distribuídas pelo Governo do Estado, representam garantia de reserva alimentar em tempos de estiagem. As espécies Palma Doce (miúda) e Orelha de Elefante adaptam-se bem ao clima e solo paraibanos, com rendimento satisfatório, de acordo com a Emater. Mais de 4.000 criadores foram cadastrados e recebem assessoria nas áreas de plantio.

Segundo o coordenador de Operações da Emater, Jailson Lopes, os índices de “pegamento” deixam os criadores satisfeitos, pois garantem a manutenção do rebanho com a constituição dessas áreas onde são cultivadas as raquetes. Diante da seca que  atinge  a maioria dos municípios paraibanos, a Emater tem mobilizado extensionistas para buscar ações que amenizem o sofrimento dos agricultores.

“Nesse programa de distribuição de palma, a Emater é o braço do Governo do Estado em todos os municípios. Neste momento, em especial, está presente nas 195 localidades em situação de emergência. O mais importante é que a Emater vem aproximando os agricultores e produtores às políticas e programas públicos voltados para atenuar os efeitos da estiagem na vida destas famílias”, comentou.

Jailson destaca as ações empreendidas pela Emater, entre elas, o apoio à condução dos trabalhos dos Conselhos Municipais da Defesa Civil, o monitoramento dos índices pluviométricos e de mananciais. Outra atividade foi a inscrição de 83.367 famílias no Programa Garantia Safra, e a emissão de laudos de verificação de plantio e colheita para o programa, mobilizando mais de R$ 58 milhões para os agricultores familiares de 177 municípios.

No Programa Bolsa Estiagem, a Emater realizou o cadastramento de 81.982 famílias que recebem entre R$ 80,00 e R$ 120,00 por mês. A Emater também trabalha com o cadastramento de mais de 15 mil criadores para compra de milho subsidiado junto à Conab, o que tem ajudado a manter o rebanho nesse período de seca. Igual número de criadores está habilitado a comprar, da Empasa, farelo de trigo e torta de algodão subsidiados.

A Emater ainda elaborou projetos produtivos (custeio, ração, infraestrutura, estruturas de captação e armazenamento de água) junto ao BNB e Banco do Brasil no âmbito do Pronaf e FNE/Pronaf para agricultores familiares e produtores rurais, respectivamente, sendo mais R$ 40 milhões em projetos contratados.

Destacam-se ainda, projetos de inclusão produtiva para financiamento de atividades de baixa utilização de água nos sistemas de produção, tais como, avicultura, apicultura e outras atividades agrícolas e não agrícolas fomentadas pelo Ministério do Desenvolvimento Social, com destaque para o Programa Brasil Sem Miséria. “Assim 1.010 famílias conseguem desenvolver alguma atividade produtiva com assistência técnica da Emater”, comentou.