Fale Conosco

21 de novembro de 2012

Governo inaugura primeiro Centro de Referência em Esclerose Múltipla



sec de saude waldson souza inaugura centro de asclerose multipla na funad foto kleide teixeiraO governo do Estado inaugurou nesta quarta-feira (21), na capital, o primeiro Centro de Referência em Esclerose Múltipla da Paraíba (CREMPB). A solenidade foi realizada nas dependências da Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad); mesmo local em que o novo serviço passa a ser disponibilizado à população.

O secretário estadual da Saúde, Waldson Dias, disse que o Centro de Referência em Esclerose Múltipla é o  quarto do Nordeste e o 11° no país. “ Esse serviço possibilita um diagnóstico precoce, um tratamento adequado e multiprofissional, e principalmente, uma melhor qualidade de vida para o paciente”, afirmou.

De acordo com o presidente da Associação Paraibana de Pacientes com Esclerose Múltipla, Severino Araújo, a entidade registra 131 pacientes diagnosticados com Esclerose Múltipla na Paraíba. Para ele, a inauguração do Centro de Referência vai permitir que os pacientes tenham acesso a um  atendimento qualificado e gratuito. “É um sonho que se realiza. Hoje podemos contar com uma gama de serviços da melhor qualidade, que vai desde apoio psicológico, ao atendimento com neurologistas, fonoaudiólogos, fisioterapeutas e enfermeiros, tudo oferecido em um único lugar, dando mais conforto aos pacientes, de forma gratuita”, agradeceu.

Diagnosticado com Esclerose Múltipla desde 2003, Severino ainda exalta os benefícios que o Centro de Referência trará no que se refere ao diagnóstico precoce da doença. “Comecei a sentir os sintomas em 1997. Era uma dor muito forte na base da coluna. Passei 6 anos peregrinando de médico em médico, sem que o real problema fosse detectado. E isso acontece com muitos pacientes da esclerose, até porque os sintomas podem ser confundidos com uma série de outras patologias”. O presidente da Associação Paraibana de Pacientes com Esclerose Múltipla acredita que o novo serviço também sensibilizará os médicos e facilitará o encaminhamento dos casos suspeitos.

Diagnóstico rápido – A neurologista e coordenadora do CREMPB, Bianca Oliveira, pontua o dia da inauguração do centro como um marco na Saúde do Estado. “Até então nós vivíamos uma realidade de pacientes dispersos na rede, muitas vezes com o diagnóstico tardio, já sofrendo com dificuldades de locomoção, e em sua grande maioria, procurando o atendimento do Centro de Referência em Esclerose Múltipla de Pernambuco, localizado em Recife. A partir de hoje poderemos atuar neste cenário, de forma a reverter este quadro, e a tratar nossos pacientes aqui mesmo na Paraíba”. Com a possibilidade do atendimento no próprio estado, a médica acredita que o número de pacientes com esclerose registrados na Paraíba possa aumentar. “Agora teremos condições de reduzir as subnotificações e a partir de então melhor quantificar e traçar o perfil dos pacientes que sofrem com a patologia no nosso estado”, afirmou.

sec de saude waldson souza fala sobre centro de asclerose multipla foto kleide teixeira 18Serviço – Possui serviço de enfermagem, já que a medicação de uso contínuo é injetável, e um núcleo do Centro Especializado de Dispensação de Medicamentos Excepcionais (Cedmex), que atende no turno da manhã, de terça a sexta-feira, e no turno da tarde, às segundas-feiras. A enfermagem atende em ambos os horários. O atendimento do neurologista especialista em esclerose múltipla acontece na segunda-feira à tarde. Os serviços de psicologia, fonoaudiologia e fisioterapia são de responsabilidade da equipe de reabilitação da Funad.

As instalações físicas do CREMPB são compatíveis com as normas de acessibilidade arquitetônica e com os serviços nele ofertados, dispondo de ambientes para recepção das famílias, dos pacientes com esclerose múltipla; para atendimento individual e familiar; trabalho em grupos e reuniões; além das áreas convencionais de serviços.

A equipe multiprofissional do CREMPB é composta por médico neurologista, enfermeiro, técnico de enfermagem, assistente social, fisioterapeuta, psicólogo, fonoaudiólogo e farmacêutico. O CREMPB deve funcionar em articulação com os demais serviços públicos de saúde, principalmente com os hospitais para atendimento às intercorrências dos pacientes com esclerose múltipla, e demais instituições do SUS, no intuito de estruturar uma rede efetiva de promoção, proteção e recuperação da saúde das pessoas com esclerose múltipla.
Para outras informações sobre o serviço, a população pode ligar para os telefones (083) 3214-7879, 3243-8466 e 3243-8763, ramal 206.