João Pessoa
Feed de Notícias

Governo, Igreja Católica e MS se unem na luta contra a DSTs/Aids

sexta-feira, 27 de novembro de 2009 - 14:47 - Fotos: 
Na próxima segunda-feira (30), a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Ministério da Saúde (MS) e a Secretaria de Estado da Saúde (SES), lançam, na Paraíba, a Campanha do Diagnóstico Precoce, para incentivar as pessoas a fazerem o teste rápido que detecta o vírus HIV.

A solenidade de lançamento será às 16h, no auditório do Centro Cultural da Igreja de São Francisco, na Capital. Para divulgar e incentivar o teste rápido da Aids, a SES treinou 100 agentes das pastorais da Saúde,  da Criança e da Aids, ligadas à Igreja Católica. Desde 1985, quando foi registrado o primeiro caso da doença no Estado, até julho deste ano, foram diagnosticados 3.210 casos, sendo 2.190 em homens, 962 em mulheres e 58 em crianças.

Depois do lançamento oficial da campanha, os agentes das pastorais envolvidas no trabalho irão fazer uma panfletagem na Praça 1817 e, a partir de terça-feira (01), eles já vão orientar, incentivar e mostrar à população a importância de se fazer o teste rápido da Aids.

 
Essas pessoas irão atuar em suas comunidades de bases e durante as reuniões realizarão um trabalho de divulgação e incentivo para que as pessoas procurem o serviço de saúde e realizem o teste. Para esta ação, os agentes contarão com material de divulgação impresso e audiovisual. Além deles, o trabalho será reforçado pelos padres, durante as celebrações.

Em João Pessoa, o teste rápido poderá ser feito nos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA), localizados no antigo PAM de Jaguaribe e no Hospital Clementino Fraga. De acordo com Marta Brasileiro, gerente operacional da DST/Aids da SES, se o diagnóstico da doença for feito precocemente a qualidade de vida do paciente será muito melhor.

A maioria das pessoas que faz o teste, hoje, e recebe o  diagnóstico positivo da Aids descobre o vírus quando já está com ele há mais de cinco anos. “Quando as pessoas descobrem tardiamente o HIV, a doença já está manifestada, dificultando o tratamento e provocando a morte de 50% dos soropositivos”, disse.

Trabalho de prevenção às DST/Aids

A Campanha enfocará os seguintes temas ‘Se cuide: faça o teste de Aids’; ‘Declare seu amor por você: Faça o teste de Aids’ e ‘Declare seu amor por você e pelo seu bebê’.  Para esta campanha, a Igreja Católica baseou-se no texto bíblico onde Jesus diz: “Eu vim para que todos tenham vida e vida em abundância”.  Além de João Pessoa, estão participando da campanha as cidades de Porto Alegre, Manaus, Curitiba e Fortaleza que foram as capitais escolhidas pelo Ministério da Saúde como experiência-piloto pelo trabalho de prevenção às DST/Aids.

Marta Brasileiro explicou que o teste rápido é gratuito, sigiloso, pode ser realizado nas unidades de saúde especializadas e o resultado sai em até 30 minutos. Ela afirmou que o diagnóstico precoce é importante para a realização do tratamento (se necessário). “O tratamento não elimina o HIV, mas diminui os danos causados pelo vírus no organismo e aumenta o tempo de vida da pessoa infectada e melhora significativamente a sua qualidade de vida”, garantiu.

Sobre a campanha

A campanha de incentivo ao diagnóstico precoce do HIV, por meio do teste rápido, surgiu a partir das reflexões feitas no VII Seminário Nacional de Prevenção, ocorrido em outubro do ano passado, em Brasília, pela Pastoral da Aids ligada à Confederação Nacional dos Bispos Brasileiros (CNBB).

De acordo com o documento elaborado pela Pastoral da Aids, quase 50% do diagnóstico do HIV é tardio, ou seja, o vírus é descoberto quando a pessoa já apresenta sintomas da doença o que dificulta o tratamento. Além disso, o diagnóstico tardio aumenta o custo do tratamento, levando-se em conta também as dificuldades para a família do paciente, as fragilidades físicas que a doença causa o sofrimento, o desemprego e discriminação e até a morte do soropositivo.

Assessoria de Imprensa da SES/PB