João Pessoa
Feed de Notícias

Governo homenageia policiais que elucidaram caso Fernanda Ellen

segunda-feira, 15 de abril de 2013 - 19:22 - Fotos:  José Marques / Secom-PB

O Governo do Estado homenageou, na tarde desta segunda-feira (15), em solenidade no Salão Nobre do Palácio da Redenção, os 32 policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE) e do Centro de Inteligência da Polícia Civil (CIPC) que participaram das investigações do caso Fernanda Ellen.

Os policiais receberam diplomas de elogio funcional assinados pelo governador Ricardo Coutinho e pelo secretário de Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima, pela elucidação do crime de investigação tão complexa.  A homenagem será publicada no Diário Oficial do Estado e anexada nas fichas funcionais de cada servidor.

No total três delegados, cinco escrivães e 24 agentes de investigação, além do papiloscopista da Polícia Federal – que confeccionou o retrato falado do acusado de matar a estudante – receberam a concessão do elogio funcional. A partir de agora constará nas fichas funcionais desses servidores o reconhecimento ao excelente trabalho profissional, empenho e dedicação, fundamentais para a elucidação do crime. O delegado adjunto da Polícia Civil, André Luis Rabelo, o delegado Aldrovilli Grisi Dantas, responsável pelo caso, e Cristiano Jacques de Lima estão entre os que foram condecorados.

O governador Ricardo Coutinho elogiou o trabalho da Polícia Civil e destacou que o Estado reconhece o esforço dos homens e mulheres na investigação de um caso de difícil solução e relacionado com essa epidemia que se tornou o crack.  “O talento e esforço dos agendes, delegados, escrivãs, junto com a postura serena e firme do pai Fábio Junior, foram determinantes para a resolução de um caso que mexeu não só com a família da Fernanda, mas com toda a sociedade”, destacou Ricardo Coutinho.

O secretário Claudio Lima, disse que o reconhecimento pessoal do governador ao trabalho desses policiais gera um fator positivo e motivador. Ele ressaltou que outros crimes estão sendo desvendados e os inquéritos concluídos graças ao trabalho de inteligência da Polícia Civil e também da Polícia Militar.  “Quero agradecer ao empenho dos policiais e a Fábio Junior Cabral, que contribuíram muito para a elucidação do crime. Não foi apenas a família de Fernanda Ellen que sofreu com esse crime, mas nós também, delegados, agentes, porque somos seres humanos”, afirmou.

Claudio Lima disse que o caso representou a perda da vida de Fernanda Ellen, mas também a possibilidade de salvar outra jovem que estava com o celular e ajudou na confecção do retrato falado, que está recebendo auxílio das Secretarias de Segurança e de Desenvolvimento Social.

O delegado Aldrovilli Grissi Dantas, que presidiu as investigações, recebeu o diploma de elogio profissional e falou em nome dos policiais. Ele destacou que o desvendamento do crime só foi possível graças ao empenho diuturno de todos os policiais durante os três meses de investigação. E adiantou que pretende concluir o inquérito do caso nesta quinta-feira (18) com a inclusão de novos elementos, além da confissão do acusado, que contribuirão para o julgamento. Emocionado, agradeceu ao reconhecimento do governador Ricardo Coutinho e do secretário Claudio Lima e disse que, apesar de parecer simples, preenche de honradez o coração dos verdadeiros heróis.

Participaram da mesa de honra da solenidade, além do governador Ricardo Coutinho, o secretário Claudio Lima, o secretário executivo de Segurança, Jean Francisco, a delegada geral da Polícia Civil, Ivaniza Olímpio, o pai da vítima, Fábio Junior, o superintendente da Polícia Federal, Marcelo Cordeiro, o promotor Gualberto Bezerra, o subcomandante da Polícia Militar, coronel Francisco de Assis Castro, e o deputado estadual Domiciano Cabral.