João Pessoa
Feed de Notícias

Governo garante segurança dos manifestantes durante protestos

quinta-feira, 20 de junho de 2013 - 21:46 - Fotos:  Francisco França/Secom-PB

As forças de segurança do Governo da Paraíba garantiram a integridade física dos manifestantes que participaram das passeatas nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Patos, Sousa, Solânea e Monteiro. Até o início da noite desta quinta-feira (20), nenhum incidente grave foi registrado pela Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social.

Para o governador Ricardo Coutinho, a ação da Polícia transcorreu de acordo com o planejamento adotado pelo Governo do Estado “A manifestação foi pacífica em todo Estado. A Polícia seguiu as orientações e interagiu com os manifestantes mantendo a segurança e urbanidade durante todo o trajeto, além de conter, sem permitir tumultos, os atos de contravenção. Fizemos o nosso trabalho e garantimos com tranquilidade o direito de expressão popular”, destacou.

A Polícia Militar da Paraíba foi aplaudida pela atuação durante o protesto. “Cumprimos nossa missão. Nosso trabalho rendeu reconhecimento. Os que se manifestaram de forma pacífica nos ajudaram a identificar aqueles que queriam desvirtuar o movimento. A imprensa também ajudou o trabalho da Polícia. O resultado foi muito positivo”, avaliou o comandante geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves.

De acordo com o secretário da Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima, a organização dos órgãos operativos tem sido executada como planejado e de forma articulada com outras secretarias do Estado e do município. “A sociedade paraibana realiza uma ação de cidadania e civismo, percorrendo as cidades de forma tranquila. Em João Pessoa, Campina Grande, Patos, Sousa e Monteiro, entre outras localidades, as Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros continuam presentes, cumprindo o seu papel de preservar a segurança dos participantes. Nós creditamos tudo isso à vontade das pessoas de agirem pacificamente”, disse o secretário.

O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Jair Carneiro, disse que o movimento obteve os resultados previstos. “A manifestação foi pacífica. A nossa presença aconteceu nas cidades onde temos unidades, como João Pessoa, Campina Grande, Patos, Sousa, e nas cidades onde não há estamos integrados com a Polícia Militar para atender qualquer solicitação. Não registramos nenhuma ocorrência grave”, informou o comandante.

Dados da Polícia Militar da Paraíba estimam que 22 mil pessoas participaram do manifesto em João Pessoa. Em Campina Grande, 10 mil pessoas saíram às ruas. Na cidade de Sousa, Sertão Paraibano, dois mil manifestantes percorreram as principais ruas da cidade. Em Monteiro, cerca de 250 caminharam pelas ruas do município. As passeatas já foram encerradas nas cidades de Patos e Solânea.

Nesta quinta-feira (20), populares de mais de cem cidades em todo o Brasil saíram às ruas para protestar contra o transporte público, contra o mau uso dos recursos públicos.

Protesto em Campina Grande não registra ocorrências

O protesto realizado nesta quinta-feira (20) em Campina Grande não registrou nenhum ato de violência ou vandalismo, segundo informou o comandante do CPR-1, coronel Marcos Sobreira. A mobilização começou por volta das 17h na Praça da Bandeira e se encerrou às 20h, no largo do Açude Velho.

De acordo com o comandante, foram convocados 250 policiais militares para fazer a segurança do evento popular, que reuniu cerca de 10 mil pessoas. Antes de sair às ruas, a tropa se reuniu com o comando para receber as últimas orientações sobre como o policiamento seria executado no movimento. “A orientação foi no sentido de deixar as pessoas realizarem seu ato de cidadania, sem esquecermos de fiscalizar eventuais atos de violência, o que felizmente não aconteceu. A polícia apenas acompanhou a caminhada ao lado do povo e no final deu tudo certo”, disse Marcos Sobreira.

O efetivo policial destinado à mobilização foi distribuído na medida em que as pessoas caminhavam no trajeto. Policiais da CPTran controlaram o trânsito por todo o percurso e mais 40 homens e mulheres do Corpo de Bombeiros também estiveram a postos no perímetro do movimento. A Tropa de Choque ficou aquartelada e preparada para atuar, mas não foi necessário acioná-la ao local da caminhada.

Os manifestantes saíram do Centro da cidade e passaram ao lado do Terminal de Integração. Em seguida, se deslocaram em direção à Câmara Municipal, de forma ordeira e pacífica. “É bom frisar que o povo ajudou muito. Podemos dizer que Campina Grande deu o exemplo de como se faz um protesto de forma organizada e disciplinada”, avaliou Marcos Sobreira.