João Pessoa
Feed de Notícias

Governo garante realização do jogo Botafogo na Copa do Brasil

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011 - 18:39 - Fotos: 
A instalação de dois geradores vai permitir a realização do jogo Botafogo (Paraíba) e Vitória (Bahia) programado para as 21h (horário de Brasília) no próximo dia 16, no Estádio “Almeidão”, em João Pessoa. É o que consta do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado na tarde desta quinta-feira (3) na Promotoria do Cidadão da Capital.

O documento foi assinado pelo secretário da Juventude, Esporte e Lazer, Fábio Maia; promotor de Justiça Valberto Lira; presidente do Botafogo, Roberto Burity e o assessor jurídico da Federação Paraibana de Futebol, Jader Filho.

No TAC consta que a Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer, juntamente com o Botafogo, se comprometem a instalar os dois geradores dentro do prazo estabelecido, o que permitirá a realização e transmissão por parte da televisão do jogo programado pela Copa do Brasil.

Na última segunda-feira, ainda na Promotoria do Cidadão, havia sido assinado um Termo de Audiência transferindo o jogo para o período diurno após apresentação de laudo do CREA inviabilização a realização do jogo no período noturno devido às péssimas condições do sistema elétrico do estádio.

Após a assinatura do documento o secretário Fábio Maia manteve contato com a CBF que não permitiu a mudança de horário por causa do contrato televisivo e comercial. “A nossa preocupação é garantir a realização do espetáculo e por conta disso estamos tomando a decisão emergencial”, disse o secretário.

Vistoria – Uma empresa já está sendo contratada para a instalação dos geradores. Para o dia 15, às 20h está marcada uma vistoria da iluminação, com o Ministério Público, a Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer e a direção do Botafogo.

O secretário Fábio Maia garantiu que a preocupação do Governo do Estado é com a recuperação das duas principais praças de esportes da Paraíba – Almeidão e Amigão – para que no futuro não ocorram mais problemas. “Essa é uma solução emergencial”, disse ainda que uma solução definitiva requer parceria com a Suplan dentro de um processo licitatório, concluiu Fábio Maia.