Fale Conosco

12 de outubro de 2013

Governo estimula turismo rural na agricultura familiar da Paraíba



As ações de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) voltadas para o turismo rural na agricultura familiar, em execução pelo Governo do Estado, por meio da Emater, em Borborema, Pirpirituba e Bananeiras, no Brejo Paraibano, foram amplamente discutidas na quinta-feira (10) pelos secretários de Agricultura e de Turismo dos três municípios, extensionistas dos escritórios da Emater ( local, regional e estadual) e agricultores familiares. A iniciativa integra o Programa Nacional de Turismo Rural na Agricultura Familiar, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

Durante a reunião, no sítio Caruatá, onde se situa a Cachoeira do Roncador, foi apresentado um cronograma de ações para alavancar o desenvolvimento comunitário das famílias agricultoras, com foco nas questões de gênero, geração e turismo. Na ocasião, ficou decidido que os três municípios (Bananeiras, Pirpirituba e Borborema) que circunscrevem a APA do Roncador se reunirão com o objetivo de construir um plano integrado de turismo para atender as necessidades locais, e o mesmo será apresentado à comunidade na primeira quinzena de dezembro. Participarão do encontro os prefeitos, os secretários estadual e municipais de agricultura e turismo, além do público alvo, os agricultores familiares e extensionistas rurais.

Segundo a extensionista social da Emater, Ivanalda Dantas, na construção e apresentação do diagnóstico, no mês de junho, dentre as prioridades reivindicadas pelos agricultores de Caruatá, estão a pavimentação asfáltica da estrada que liga os municípios de Pirpirituba a Borborema, já reivindicada ao Governo do Estado, além da construção de um poço artesiano comunitário, a instituição de policiamento para garantia da segurança na área próxima a Cachoeira do Roncador, um mata-burro e melhorias na assistência médica da comunidade.

No tocante ao desenvolvimento do turismo, foi reivindicada a construção de um centro de atividades múltiplas para apoio aos comunitários no atendimento aos associados e aos turistas e, como espaço de formação continuada de jovens, adultos e idosos, empreendimento este a ser viabilizado perante a Secretaria de Cultura do Estado, além da construção de uma pousada rural, da normatização do trânsito de veículos e pedestres na área da Cachoeira e a promoção da assistência técnica voltada à produção nas atividades pecuária de pequenos animais (avicultura, piscicultura, suinocultura e apicultura) e agrícolas, como o cultivo da cultura da banana, que tem grande potencial na região, destinando-os a comercialização em mercado aberto e institucional.

Conforme Ivanalda, na comunidade Caruatá a Emater já desenvolve ações de orientação e capacitação em associativismo, seguridade e previdência social no campo. Recentemente, foram realizados dois cursos de piscicultura e de avicultura alternativa e estão em fase de implantação oito viveiros escavados, para a produção de peixes e, 10 aviários para a criação de frango alternativo.

Ao final da reunião, dentro dos encaminhamentos, foram solicitados ao poder público segurança e policiamento na comunidade Caruatá e a construção de um regimento interno de turismo para a normatização de uso da comunidade pelos que visitam as belezas locais. Foi solicitada, também, a promoção do turismo local, a partir do artesanato, necessitando, portanto, da organização de grupos de produção e capacitação de seus membros em cursos sobre guia turístico, hotelaria, artesanato e gastronomia regional.

Além dos agricultores familiares, participaram da reunião os representantes das secretarias municipais, Douglas Manuel e Marcelo Lourenço (Bananeiras), e Eduardo Severo (Pirpirituba),  e os técnicos da Emater Hermano Araújo, Gláucia Gusmão, Ivanalda Dantas, Maria do Livramento, Severino Diniz e Gilberto Amaral.