João Pessoa
Feed de Notícias

Governo estimula produção de feno para alimentação de rebanhos na estiagem

terça-feira, 2 de julho de 2013 - 13:11 - Fotos: 

A produção de feno para alimentação do rebanho durante o período de estiagem tem sido uma orientação do Governo do Estado para aproveitamento das pastagens surgidas com as chuvas ocorridas nos últimos meses. Esse trabalho é orientado pela Emater, empresa vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, com a realização de dia de campo com demonstração de armazenamento de forragem.

Como se trata de uma ação que a Emater vem executando como prioridade há muito tempo, com assessoramento constante, alguns agricultores familiares já fazem seu próprio planejamento e cultivam a forragem, em alguns casos, usando irrigação. O agricultor familiar Félix Araújo, de 82 anos, residente no Sítio Brotas, em Piancó, utilizou um hectare de terras e plantou capim-elefante para a produção de ração para seu pequeno rebanho de gado.

Também para a produção de ração a ser usada em período de estiagem, o agricultor fez o plantio de uma sementeira em um hectare de palma forrageira resistente à praga da cochonilha do carmim, cujas raquetes foram distribuídas pelo Governo do Estado. Ele já se prepara para fazer novo plantio em área maior. “Todo o nosso trabalho conta com a participação dos técnicos da Emater, que orientam como fazer a plantação”, afirmou o agricultor que trabalha com seu filho Manoel Messias de Araújo.

Com um rebanho de 15 animais bovinos, sendo quatro vacas para produção de leite, o agrupamento familiar é assistida pela extensão rural há mais de 50 anos, quando a Emater ainda se chamava “Ancar”, anteriormente com outras atividades agrícolas. Nos últimos anos, decidiu pela criação de gado.

Felix Araújo lembrou que na seca ocorrida do ano passado e nos primeiros meses deste ano, conseguiu “salvar rebanho com muito sacrifício e, também, graças à ração que o governo colocou a disposição”. Com as chuvas ocorridas em março, plantou milho e feijão macassar que está colhendo e está se preparando para armazenar a pastagem surgida.

Com apoio da Emater local, o agricultor elaborou projetos de financiamento com recursos do Pronaf, o que garantiu fazer investimentos na infraestrutura do sítio. “O trabalho de assessoramento dos técnicos tem ajudado a melhorar a qualidade de vida na comunidade”, garantiu. Também são oferecidos cursos sobre práticas de manejo animal e de cultivo de agrícola.

Sobre o período de estiagem ocorrido no semiárido, ele disse que foram muitas as dificuldades, principalmente com relação à água para o consumo do rebanho. “Mesmo que nosso sítio esteja nas margens do Rio Piancó, foi um poço artesiano e uma cisterna a solução encontrada”, explicou.

Satisfeito com as raquetes recebidas, ele está ampliando a área de plantio como forma de começar a preparar suporte forrageiro que possa utilizar em período de estiagem, com uma palma resistente à cochonilha. Félix Araújo também foi beneficiado com o programa de comercialização de milho e sorgo do governo para os animais.