João Pessoa
Feed de Notícias

Governo estimula acesso ao crédito rural na Paraíba e garante inclusão social e produtiva

quarta-feira, 3 de junho de 2015 - 13:11 - Fotos: 

Promover o acesso do agricultor às políticas públicas de crédito rural em busca da inclusão social, produtiva e ambiental de milhares de agricultores familiares paraibanos. Esse é o objetivo do primeiro Circuito Regional de Crédito, que está acontecendo na região administrativa da Emater de Solânea, uma ação do Governo do Estado, por meio da Gestão Unificada da Emater/Emepa/Interpa (GU), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e Pesca (Sedap).

De acordo com o coordenador regional da Emater em Solânea, Rui Morais Cavalcante, a iniciativa, pioneira no Estado, tem a finalidade de criar mecanismos de divulgação e elaboração de projetos, com ênfase nos seguintes programas: Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf), Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e Agromais. Ele explicou que a ação vai garantir, de forma sustentável, a compra de terras e a estruturação de unidades produtivas, com obras estruturantes de convivência com a estiagem no semiárido paraibano.

Metodologia – A metodologia utilizada está sendo dividida em quatro módulos, divulgação das linhas de crédito, dia “D” de crédito com recebimento de propostas, visita prévia de crédito rural orientado adequando à realidade local do agricultor e, por fim, a elaboração de projetos em forma de mutirão, que deverá ocorrer na sede regional da Emater de Solânea, em data a ser definida. O primeiro módulo já foi concluído, dentre os 12 municípios que compõem a região.

A intenção desse circuito, segundo o presidente da Gestão Unificada, Nivaldo Magalhães, é aumentar a divulgação das linhas de crédito rural em todas as suas modalidades e, com isso, “garantir a inclusão social e produtiva de milhares de famílias agricultoras da Paraíba”, enfatizou.

São parceiros do primeiro Circuito Regional de Crédito prefeituras municipais, Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Caixa Econômica, sindicatos e associações rurais, Conselhos Municipais do Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS), além de outros segmentos da sociedade.