João Pessoa
Feed de Notícias

Governo entrega premiação do ‘Criança PB’ e apresenta ações na área da infância e juventude

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015 - 12:14 - Fotos:  Cláudia Belmont

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), premiou as melhores produções jornalísticas na área da criança e adolescente com o Prêmio Criança PB de Jornalismo. O evento foi realizado, nessa quarta-feira (16), em uma casa de recepções em João Pessoa.

A 5º edição do prêmio abordou a temática “Políticas Públicas em Defesa de Crianças e Adolescentes” e destinou cerca de R$ 50 mil para seis categorias: Jornalismo impresso, Radiojornalismo, Webjornalismo, Telejornalismo, Fotojornalismo e Estudantes universitários do curso de Comunicação.

Na ocasião, também foram lançados os planos de ‘Enfrentamento ao Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente Trabalhador’ e de ‘Atendimento Socioeducativo (Sinase)’, ambos construídos em conjunto com o Sistema de Garantia de Direitos de Crianças e Adolescentes e outros parceiros. Ainda houve a apresentação do novo site do Conselho Estadual dos Direitos de Criança e Adolescente (Cedca-PB).

A secretária de Estado do Desenvolvimento Humano, Aparecida Ramos, agradeceu a participação da imprensa e da sociedade civil no evento e destacou algumas ações que o Governo do Estado tem implantado para a garantia dos direitos de crianças e adolescentes.

“Na Paraíba, percebemos que precisávamos concretizar políticas públicas e focamos em dois extremos: criança e adolescente e idosos. Porque a Paraíba era extremamente omissa e ausente em políticas públicas para esses dois segmentos. Então, hoje estamos lançando estes dois planos e me orgulho disso, porque eles foram construídos com a sociedade civil organizada, com o sistema de justiça e todos os atores que trabalham com a temática. Eles são importantes porque sistematizam o que queremos e diz aos poderes que, a partir de agora, temos que fazer. Gosto do marco legal, porque oportuniza alguém poder reclamar o direito”, comentou.

Ela ainda frisou a importância de incentivar a imprensa a abordar a temática criança e adolescente. “A imprensa tem um papel fundamental que é dar voz e visibilidade a quem muitas vezes não tem. Ela cobra dos poderes públicos ações, serviços e programas para que possa elaborar, mas também tem que ter o papel de apresentar o tanto que se constrói, porque assim a gente tem a real dimensão do caminho que ainda precisa ser percorrido”, ressaltou a secretária.

O secretário de Estado da Comunicação Institucional, Luís Tôrres, destacou o comprometimento do Governo com a causa da criança e adolescente. Também lamentou que, muitas vezes, aquelas matérias que dão mais audiência não têm um conteúdo transformador. “Todos que participaram do Prêmio, aqueles que venceram e os que não venceram, estão de parabéns só pelo fato de terem a preocupação de irem além da pauta”, comemorou.

Ele também citou que o Governo do Estado tem realizado ações importantes com relação à infância e juventude como a redução da mortalidade infantil e ações como o Projeto Prima, voltado para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade.

Avanços – Também foram ressaltadas algumas ações de enfrentamento à violação de direitos como o Disque 123, ferramenta em que a Paraíba é o único estado da Federação a ter o seu próprio disque-denúncia, facilitando e agilizando o processo de assistência à vítima, por meio de articulação com o sistema de Justiça, com a segurança pública e com a própria secretaria.

Outra iniciativa é o Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte, que atende crianças, adolescentes e familiares das vítimas, que são encaminhadas por meio do Ministério Público, Poder Judiciário, Conselho Tutelar e Defensoria Pública. Os protegidos recebem acompanhamento de equipes interdisciplinares, que monitoram a situação de risco de morte e propiciam convivência familiar e comunitária.

A Sedh implantou a Escola de Conselhos que oferece de forma permanente a qualificação para conselheiros tutelares e de direitos, além de realizar campanhas de enfrentamento à violência contra criança e adolescentes.

O Governo ampliou de 20 para 26 as unidades do Centro de Referência Especializado de Assistência Sociais (Creas) para garantir a cobertura do atendimento a todo tipo de direito violado nos municípios que não tinham o serviço. Entregou veículos, computadores e realizou capacitação para qualificar os profissionais de cada equipe de referência dos Creas Regionais.

Também participaram do evento o secretário executivo da Sedh, Metuselá Mello; a secretária da Segurança Alimentar e Nutricional e Economia Solidária, Ana Paula Almeida; o executivo da secretaria de Comunicação institucional, Célio Alves; além da presidente da Fundac, Sandra Marrocos.

A solenidade ainda contou com as presenças da delegada da Infância e Juventude, Joana Darc; a presidente do Cedca-PB, Carmém Meireles; o presidente da Associação Paraibana de Imprensa, João Pinto; o presidente do Sindicato dos Jornalistas, Rafael Freire; a deputada estadual Estela Bezerra, entre outras autoridades da Justiça, do Ministério Público, do Sistema de Garantia de Direitos de Crianças e Adolescentes.

 

Confira a relação dos vencedores