João Pessoa
Feed de Notícias

Governo entrega escola reformada por reeducandos do projeto “Construindo a Liberdade”

sexta-feira, 19 de junho de 2015 - 17:14 - Fotos: 

O Governo do Estado entregou nesta sexta-feira (19), às 9h, a reforma da Escola Estadual João Caetano, localizada no bairro Jardim Aeroporto,em Bayeux, na região metropolitana da Capital. O trabalho de recuperação do estabelecimento de ensino foi realizado por reeducandos do regime semiaberto, graças ao projeto “Construindo a Liberdade”, que é resultado de uma parceria entre as Secretarias de Estado da Educação (SEE) e da Administração Penitenciária (Seap).

O secretário da Seap, Wagner Dorta, explicou a importância do projeto para a ressocialização. “Esse projeto é extremamente importante para a Seap, pois um dos caminhos para a ressocialização de apenados é esse, retribuindo com uma nova chance de vida, através do trabalho, a quem cometeu uma infração penal, reintegrando-os à sociedade”, disse.

Durante a solenidade, o secretário executivo Agamenon Vieira agradeceu o engajamento de agentes para o sucesso do projeto. “Quero citar aqui João Paulo e Pedro Gama, agentes penitenciários, que são os organizadores desta turma de reeducandos, que reformaram esta unidade educacional. Eu acredito que este trabalho de ressocialização é importante principalmente para esses reeducandos. Parabenizo também a todos os professores, gestores e estudantes desta escola”, comentou.

Durante um mês e meio, cinco reeducandos do regime semiaberto da Penitenciária de Segurança Média Juiz Hitler Cantalice, em João Pessoa, realizaram o trabalho de pintura, capinação e limpeza da escola. Todos receberam remuneração, equivalente a um salário mínimo, de acordo com o serviço que prestaram. Eles também tiveram o direito à remissão da pena (três dias de trabalho para um dia de redução).

Direção da escola elogia reforma– A diretora da Escola Estadual João Caetano, Elizete da Silva Lopes, disse que aquelas pessoas que têm compromisso com a escola estão hoje satisfeitas com a reinauguração. “Agradeço a todos os participantes deste projeto, em especial aos secretários Wagner Dorta e Agamenon Vieira, a Ziza Maia, gerente de Ressocialização, além de João Paulo, que é diretor da Penitenciária Média de João Pessoa”, disse.

A coordenadora estadual da Educação em Prisões, Eliane Aquino, representou a Secretaria de Educação durante a solenidade. Ela destacou que a parceria com a Seap deu certo e parabenizou secretários e colaboradores. Segundo Eliane, atualmente existem 42 escolas dentro das unidades prisionais, com 2003 alunos do ensino fundamental, médio, Projovem e Pronatec.

Quem também se pronunciou durante a entrega da reforma foi a gerente de Ressocialização, Ziza Maia. “O motivo de estarmos aqui são os alunos desta escola, para proporcionarmos um local melhor para eles estudarem. O maior exemplo de superação são os reeducandos que trabalharam nesta reforma escolar, com dedicação e empenho”.

Reeducando agradece oportunidade – Um dos cinco reeducandos que trabalharam na reforma foi Emanoel Alves, 47. Ele disse que o mais importante é dar sua contribuição para a sociedade, por meio do serviço de recuperação do estabelecimento de ensino, ajudando futuros homens e mulheres. “Minha mão de obra vai servir para várias pessoas. O mais importante é o trabalho que eu fiz e não importa se sabem quem foi que fez” falou.