João Pessoa
Feed de Notícias

Governo entrega delegacia de Esperança, com atendimento à mulher

segunda-feira, 14 de abril de 2014 - 10:07 - Fotos:  Francisco França/Secom-PB

A nova sede da Delegacia Seccional de Esperança, localizada na 12ª Área Integrada de Segurança Pública (Aisp), foi entregue à população, nesse fim de semana, pelo governador Ricardo Coutinho. O novo espaço soma um investimento de R$ 67 mil em equipamentos e abriga ainda a Delegacia Municipal, Núcleos de Homicídios e de Atendimento à Mulher, sala administrativa, cartório, sala para plantão regional, três xadrezes e alojamento para os policiais.

A entrega da delegacia foi prestigiada pelo titular da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds), Cláudio Lima; pela primeira-dama do Estado, Pâmela Bório; pelo delegado geral de Polícia Civil, Carlos Alberto Ferreira da Silva; seu adjunto, delegado Isaías Gualberto; a delegada seccional, Karine Luís, entre outras autoridades policiais e os moradores da cidade.

Para o governador Ricardo Coutinho, a nova estrutura representa a política de Segurança implementada no Estado. “Eu vejo essa entrega como um passo a mais nessa caminhada longa e difícil, mas correta, que a Segurança Pública está fazendo. Nós qualificamos as nossas ações, descentralizamos as nossas delegacias, as colocando em lugares mais apropriados. Esta de Esperança tem hoje um Núcleo de Atendimento à Mulher que é algo fundamental, além dos demais equipamentos que a Polícia Civil e a Polícia Militar vêm recebendo para fazer com que estejamos a altura do enfrentamento à violência”, pontuou o governador, que ainda lamentou que a Paraíba tenha ficado muitos anos sem investimento e políticas públicas de Segurança.

O secretário Claudio Lima frisou a implementação da Lei 111/2012, que compatibilizou geograficamente a Segurança Pública no Estado. “É um novo modelo de gestão, que faz com que as polícias trabalhem integradas em um mesmo território, com a mesma responsabilidade”, afirmou. Ele ainda destacou a especialização do atendimento, com a presença um corpo policial que vai cuidar especificamente dos casos de crimes contra a vida e também de violência contra a mulher.

A sede da Polícia Civil na cidade funciona na rua Napoleão Laureano, no Centro de Esperança. Este ano, 27 pessoas acusadas de assassinatos e ainda dois adolescentes foram apreendidos pelo mesmo tipo de crime após a criação do Núcleo de Homicídios, em fevereiro. Nos três primeiros meses do ano, também verificou-se a redução de crimes contra a vida na Aisp, que reúne 20 cidades, em relação ao mesmo período de 2013.