João Pessoa
Feed de Notícias

Governo entrega certificação das Salas de Apoio à Trabalhadora que Amamenta

quinta-feira, 27 de agosto de 2015 - 18:43 - Fotos: 

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e do Banco de Leite Humano Anita Cabral, e o Ministério da Saúde, dando continuidade às atividades da Semana Mundial de Aleitamento Materno 2015, realizaram na tarde desta quinta-feira (27) a entrega das Placas de Certificação das Salas de Apoio à Mulher Trabalhadora que Amamenta para nove unidades hospitalares. O evento aconteceu no Hospital Geral de Mamanguape.

As unidades hospitalares que receberam as placas de certificação foram: Maternidade Peregrino Filho (Patos), Hospital Geral de Mamanguape, Hospital Regional e Maternidade de Guarabira, Hospital e Maternidade Sinhá Carneiro (Santa Luzia), Hospital Edson Ramalho (João Pessoa), Hospital Regional de Pombal, Hospital Materno-Infantil Dr. Antônio de Pádua (Sousa), Maternidade Dr. Deodato Cartaxo (Cajazeiras) e Hospital CLIPSI (Campina Grande).

Na ocasião, o chefe de gabinete da SES, Gilmore Lins, que estava representando a secretária de Estado da Saúde, Roberta Abath, defendeu a iniciativa adotada pelo Governo, por meio da SES, e pontuou algumas medidas adotadas para o alcance das metas relacionadas à amamentação no estado. “Entendemos que diante dos objetivos estabelecidos para a qualidade de vida dos bebês e das mães e com o objetivo de melhorar a dignidade das trabalhadoras paraibanas, para que continuem amamentando quando do retorno ao trabalho, o Governo, por meio da SES, tem buscado parcerias importantes com órgãos públicos, protetores do trabalho, tais como Tribunal de Justiça do Estado, Ministério Público, Ministério do Trabalho e Emprego, Fiep, para que se possa estimular, também, esses investimentos no setor empregatício privado”, destacou.

As Salas de Apoio à Amamentação visam à criação de espaços adequados para amamentação nas empresas a fim de que as mães possam fazer a coleta do leite, armazenar e levar para casa, garantindo assim a nutrição dos seus bebês com o leite materno, mesmo que tenham retornado ao trabalho.

Na Paraíba, a meta que foi atingida para 2014 foi a implementação de cinco salas de apoio à amamentação. Dentre essas, as primeiras que receberam as placas por representante do Ministério da Saúde foram a Empresa Indaiá, Maternidade Frei Damião, Instituto Cândida Vargas, Hospital da Unimed e o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, sendo esse o primeiro hospital do Brasil de Emergência e Trauma a contemplar uma sala de apoio a amamentação, conferindo dignidade à suas trabalhadoras e acompanhantes que porventura estejam no período de lactação.

A diretora geral do Hospital Geral de Mamanguape, Ísis Unfer, uma das unidades de saúde a receber a certificação, fez uma avaliação positiva sobre a iniciativa e a importância do leite materno para o bebê. “O leite humano é o alimento mais saudável, impressiona como ainda existam pessoas que se escandalizam e se incomodam com o ato da amamentação. Não deve ser um motivo de vergonha ou incômodo, pois se trata de um dos atos mais naturais e que garante a vida saudável. Neste cenário, as salas de apoio a amamentação se tornam importantíssimas, além de garantir a privacidade da mãe, garantem que crianças recebam o seu alimento pelo período adequado”, defendeu a diretora.

De acordo com a diretora do Centro Estadual de Referência para Bancos de Leite Humano Anita Cabral, Thaíse Ribeiro, para que se possa garantir a meta preconizada pelo Ministério da Saúde, que é a amamentação exclusiva até os seis meses de idade, o Governo, por meio da SES, incentiva a implementação dessas salas, procurando garantir alimentação ideal para os bebês e trazendo também benefícios para as empresas com a redução da ausência das mães ao trabalho, diminuição das internações hospitalares dos bebês e gerando uma motivação profissional dessas mães dentro das empresas.

Outra unidade de saúde a receber a certificação foi a Maternidade Peregrino Filho, em Patos. Durante a entrega, o diretor geral, Odir Pereira, destacou que as salas é um passo importantíssimo para a saúde pública, tendo em vista o grande suporte oferecido para as usuárias e também para as profissionais da unidade que amamentam, além de contribuir para uma vida saudável dos bebês. “Com a implantação da sala observamos ainda uma motivação das mães e isso é muito gratificante. Isso é compromisso, cuidado e humanização com a saúde pública”, destacou.

Doação – Para ser doadora basta ligar para o banco de leite mais próximo da sua casa ou para o Banco de Leite de Referência, Anita Cabral, e a equipe irá à sua casa entregar o material para a sua coleta e as orientações necessárias para a doação. O telefone do Centro Estadual de Referência para Bancos de Leite Humano Anita Cabral é (83) 3215-6047.