João Pessoa
Feed de Notícias

Governo e Exército seguem com visitas domiciliares de combate ao Aedes aegypti em Cabedelo

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016 - 16:58 - Fotos: 

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), em parceria com o Exército Brasileiro, Corpo de Bombeiros e Prefeituras, há 30 dias realiza visitas, casa a casa, para exterminar os criadouros e focos do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. Nesta sexta-feira (12), mais uma série de visitas foi feita na Praia do Poço, no município de Cabedelo. Desde o início das visitas no município, o trabalho aconteceu nos bairros Jardim América, Gonçalo, Intermares e Ponta de Campina.

Entre os imóveis visitados na manhã desta sexta (12), estão prédios, casas, pontos de comércio, marinas (centro portuário para iates, barcos e botes), igrejas, além de terrenos baldios. De acordo com o agente de saúde do município de Cabedelo, Alex Galvão, cerca de 20 imóveis receberam a visita da equipe hoje. “A parceria com o Exército tem sido muito proveitosa. A população tem nos recebido muito bem e, além da inspeção, nossa equipe orienta sobre como impedir que a água parada se acumule, evitando, assim, o surgimento de novos focos do mosquito”, disse.

Alex comentou, ainda, que, ao encontrar algum foco, a equipe o elimina ou faz o tratamento da água, colocando o larvicida adequado. “Geralmente os focos são encontrados em vasos de plantas, garrafas pet e copos descartáveis. Em casos de baldes ou reservatórios, colocamos o larvicida e a água pode ser utilizada normalmente – exceto para criar peixes, pois o produto elimina o oxigênio”, declarou.

Apesar de notar que, com a conscientização da sociedade, o número de focos tem diminuído, o agente de saúde faz um alerta para as casas de veraneio. “Como essas casas passam boa parte do tempo sem ninguém e a grande maioria delas tem piscina, é importante atentar para que a limpeza seja feita de 15 em 15 dias para que não haja risco de contaminação da água”, frisou.

Neste 30º dia de trabalho de visitação, um dos imóveis visitados foi o apartamento da empresária Rosa Rodrigues. Ela disse que ações como esta são de extrema importância para conscientizar a população. “Mesmo sendo menos provável, é muito válida a visitação em apartamentos. O cuidado tem que ser constante e as orientações repassadas pela equipe sobre o combate ao mosquito são muito importantes. Cada um precisa fazer a sua parte para exterminar todo e qualquer possível foco”, afirmou.

O trabalho com o Exército vem sendo realizado nos municípios de João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo, Santa Rita e Bayeux. Com o Corpo de Bombeiros, a atividade está acontecendo nos municípios de Alhandra, Conde, Malta e Monteiro. Nos demais municípios, as visitas são realizadas pelos Agentes de Controle de Endemias (ACE).

O horário de atuação das equipes do Exército e Bombeiros está acontecendo em dias úteis, das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30.

Balanço das ações: A Paraíba foi pioneira com a utilização do aplicativo “Aedes na Mira” que hoje é usado em mais sete estados, além disso, se mantém entre os mais exitosos em relação às visitas domiciliares. De um total de 1.177.843 imóveis, já foram visitados até o momento, 931.820, o que equivale a 79,11%.

Segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde, até o dia 11 desse mês foram notificados 756 casos suspeitos de microcefalia na Paraíba, sendo 275 descartados, 52 confirmados com alteração de imagens e dois com amostras positivas para o zika vírus e 427 em investigação.