Fale Conosco

4 de setembro de 2009

Governo e empresas criam grupo para agilizar Pólo Turístico



Depois da liberação para a execução de obras do Pólo Turístico Cabo Branco pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o governador José Maranhão reuniu na manhã desta sexta-feira (4), no Palácio da Redenção, em João Pessoa, empresários do setor hoteleiro e do turismo para definir uma pauta de ação conjunta entre Governo do Estado e a iniciativa privada, destinada a executar os trabalhos e implantar o equipamento o mais breve possível.

Ficou acertado que um grupo de trabalho vai começar a trabalhar já a partir da próxima terça-feira (8), para fazer a atualização do projeto do pólo como um todo, eliminar as pendências jurídicas e abrir espaço para novos investimentos que possam vir a ser realizados na área.

Confiança – Ao sair da reunião, o presidente do Condomínio Pólo Turístico Cabo Branco, Tadeu Pinto, disse que o setor empresarial está satisfeito e confiante de que agora o projeto avance na sua implantação, “porque se trata de equipamento empresarial que vai oferecer condições para melhorar a economia da Paraíba”.

Segundo ele, somente viabilizando a construção do Centro de Convenções da Paraíba, como está previsto, é possível garantir o sucesso do Pólo Turístico Cabo Branco na sua totalidade, pois não será apenas uma área de hotéis, mas deverá contar com equipamentos necessários e suficientes para que o turista possa ter condições de passar o período de repouso sem ter que se deslocar para a cidade de João Pessoa.

“Os empresários estão satisfeitos, pois com a retirada desses empecilhos jurídicos teremos condições de fazer as implantações e os investimentos programados e buscar novos empreendedores para a área”, comentou. Acrescentou que existem muitos investidores interessados em marcar presença no projeto, mas ainda estão esperando que tudo esteja livre dos entraves que impedem a execução das obras.

Incremento – O senador Roberto Cavalcanti, que esteve acompanhando os empresários, considerou fundamental para o incremento turístico da Paraíba a instalação do Pólo Turístico e do Centro de Convenções, porque ambos devem caminhar juntos. Destacou que o momento é oportuno para a iniciativa privada poder se aproximar do projeto para ajudar na sua imediata materialização.

Já o presidente do Centro das Indústrias do Estado da Paraíba (Ciep), João da Mata, acha que o setor do turismo paraibano vai ser bastante valorizado com a implantação desses dois equipamentos. Desde o ano de 1988, o projeto estava sob embargo.

José Nunes, com fotos de manodecarvalho, da Secom-PB