João Pessoa
Feed de Notícias

Governo e Círculo do Coração encerram “Estudo das Marias” com mais de duas mil gestantes atendidas

sexta-feira, 28 de julho de 2017 - 17:36 - Fotos:  Ricardo Puppe/Secom Pb

O Governo do Estado encerrou, nesta sexta-feira (28), em João Pessoa, o “Estudo das Marias”. A ação, que é uma espécie de triagem na qual gestantes aleatórias são avaliadas, teve início na segunda-feira (24), no Centro de Atenção Integral à Saúde (Cais) do bairro Cristo Redentor. O estudo é realizado em parceria com a ONG Círculo do Coração e Secretaria de Saúde de João Pessoa.

Para a realização do “Estudo das Marias”, o município enviou gestantes cujos nomes começam pela M, seguidos por A e J, para avaliação. “Essa foi uma forma que a gente encontrou de fazer um estudo randomizado, porque se a gente solicitasse gestantes, o mais natural é que os municípios encaminhassem as de alto risco, e a ideia não é essa. O intuito do estudo é identificar aquela gestante que não sabe que é de alto risco e se descobre durante a ação”, explicou a coordenadora administrativa do Círculo do Coração na Paraíba, Juliana Abath.

Durante a ação, as gestantes são acolhidas e, em seguida, passam por exames de teste rápido, peso, pressão arterial, glicemia, exame de urina, além de passar por consultas de enfermagem, obstétrica e ultrassonografia.  Caso a gestante apresente um quadro mais grave, como pressão arterial muito alterada, por exemplo, ela é encaminhada para o obstetra do serviço. Já aquelas que os exames mostrarem resultados normais, é recomendado continuar o pré-natal na Rede de Atenção Básica.

De acordo com Juliana Abath, durante os cinco dias de triagem na capital, foram atendidas 123 gestantes, número que somado às gestantes que passaram pelas Salas do Coração e Caravana do Coração em todo estado chega a mais de duas mil gestantes atendidas.

A dona de casa Maria de Lourdes, 42 anos, está no quinto mês de gestação do segundo filho, 17 anos após o nascimento do primogênito. Ela elogiou o atendimento realizado pela equipe de saúde. “Está tudo perfeito, super organizado. Estou sendo muito bem atendida por todos os profissionais. Quero parabenizar o Governo do Estado e todos que participam dessa ação por esse trabalho tão bonito e necessário, que faz tanta diferença na vida da população”, disse.

“Temos alcançado o objetivo que é de traçar um perfil dessas gestantes. Esses dados ainda precisam ser trabalhados, pois ainda estamos finalizando a ação, porém eles são de extrema importância pra que a gente consiga traçar um perfil da gestação nos municípios e no estado da Paraíba. Em dois meses, conseguimos fazer uma triagem de mais de duas mil gestantes de municípios diferentes, dos 20 centros das Salas do Coração da rede, então é realmente uma estratégia eficaz. Esperamos que agora possa render frutos, para que os municípios e estado possam fazer um planejamento em saúde, podendo assim ofertar um cuidado mais eficaz pra essas gestantes”, concluiu Juliana Abath.

Salas do Coração – São 21 Salas do Coração instaladas nos municípios de João Pessoa, nas Maternidades Cândida Vargas e Frei Damião; no Hospital Edson Ramalho e no Hospital Pediátrico Arlinda Marques; em Campina Grande, no Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), Hospital Escola da FAP e no Clipsi e nos Hospitais Regionais de Cajazeiras, Catolé do Rocha, Pombal, Princesa Isabel, Monteiro, Guarabira e Itabaiana; Hospital Geral de Mamanguape; Hospital Materno Infantil, de Sousa; Hospital Distrital de Itaporanga, Maternidade Peregrino Filho, de Patos; Maternidade de Picuí; Hospital Municipal de Esperança e Hospital das Freiras e Maternidade, de Santa Rita.

As Salas do Coração são espaços físicos adequados para receber o Ecotaxi, que é uma mala com todos os equipamentos necessários para fazer ambulatório de cardiologia (máquina de ecocardiografia, estetoscópio, tensiômetros), para os atendimentos ambulatoriais e diagnósticos emergenciais.