João Pessoa
Feed de Notícias

Governo e Banco do Nordeste discutem operacionalização de crédito rural na Paraíba

quinta-feira, 20 de agosto de 2015 - 17:54 - Fotos: 

Para discutir e nivelar procedimentos de operacionalização do crédito rural na Paraíba perante o Banco do Nordeste, o Governo do Estado, por meio da Gestão Unificada Emepa/Interpa/Emater (GU), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agropecuário e Pesca (Sedap), reuniu, na manhã desta quinta-feira (20), na sede do Instituto de Terras e Planejamento Agrícola (Interpa), gerentes do BNB e coordenadores das 15 regionais da Emater-PB no Estado.

De acordo com o superintendente do BNB na Paraíba, Wesley Mácio Gonçalves Maciel, sem a presença dos técnicos da Emater na elaboração de projetos, dificilmente o banco poderia atender aos agricultores e contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas. “O fruto do nosso trabalho é beneficiar a quem mais precisa, que é o agricultor familiar e o trabalho da Emater alia o conhecimento técnico e a aptidão de cada agricultor”, destacou.

Durante a abertura da reunião, o presidente da Gestão Unificada, Nivaldo Magalhães, enalteceu a parceria entre as duas instituições que vem contribuindo ao longo dos anos para melhorar a qualidade de vida dos agricultores familiares paraibanos, e chamou a atenção dos técnicos para intensificar e priorizar também as ações do Programa Nacional Fundiário na Paraíba, mesmo estando em uma posição favorável no montante de aplicações no Norte/Nordeste ocupando o quarto lugar.

Ao participar da abertura do evento, o diretor técnico, Vlaminck Saraiva, lembrou que este é o segundo encontro promovido com coordenadores da Emater e gerentes do banco visando avaliação das atividades desenvolvidas entre os dois órgãos, fortalecendo a parceria e que têm trazido melhores resultados perante os agricultores paraibanos.

Entre outros temas, durante todo dia, o coordenador de operações da Emater, Alexandre Alfredo, os extensionistas e gerentes do BNB debateram aspectos do Plano Safra 2015/2016, a operacionalização do Agroamigo Mais, metas do Pronaf, renegociação de dívidas, fornecimento de Declaração de Aptidão do Produtor (DAP) para clientes de assentamento e que precisam de renegociações, além de seguro rural.