Fale Conosco

9 de setembro de 2009

Governo do Estado vai recuperar Santuário de Santa Fé



Construído a mais de seis anos, o Santuário de Padre Ibiapina, em Santa Fé, próximo de Arara, será recuperado pelo Governo do Estado, para que possam oferecer mais comodidade aos romeiros do Nordeste que para ali se deslocam todos os meses. Foi o que anunciou na terça-feira (8), o governador José Maranhão durante visita ao local, onde foi recebido por um grupo de presbíteros da Diocese de Guarabira.
 
Na ocasião, o governador recebeu um documento contendo as prioridades definidas pelo bispo de Guarabira, Dom Francisco de Assis de Lucena, para a recuperação do santuário, entre elas a substituição do telhado do auditório, nova iluminação, melhoria da bancada do anfiteatro e do estacionamento, e mais banheiros. A comissão que recepcionou Maranhão era composta pelos padres Gaspar Rafael Nunes da Costa, Adauto Tavares, Jardiel Sátiro e de Nilson Nunes, que também é secretário executivo do Desenvolvimento Humano. O prefeito de Arara, José Ernesto dos Santos Sobrinho, e o presidente da Câmara Municipal de Arara, Antonio Ernesto dos Santos, também estavam presentes, entre outros.

Como resposta ao pedido dos representantes da Igreja, o governador José Maranhão, informou que estava determinando a Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado da Paraíba (Suplan), levantamento total das necessidades de infraestrutura que precisam ser executadas para abrir licitação. Antes, percorreram toda a área onde as obras serão realizadas, constatando o estado de conservação e a necessidade do santuário.

“O Santuário de Santa Fé, construído numa parceria com o Governo do Estado, é uma obra muito bonita, mas faltavam alguns itens de acabamento que infelizmente não tiveram continuidade no governo anterior. Agora, convidados pelo religioso, pelo bispo da Diocese, viemos já para inspecionar as obras de ampliação e melhoria deste equipamento, que tem uma função importantíssima no turismo religioso, porque para aqui todos os anos acorrem dezenas de milhares de romeiros que vêm renovar suas promessas e é um lugar de freqüência turística”, afirmou Maranhão.

Lembrou que o bispo emérito da Diocese de Guarabira, dom Antonio Muniz, idealizou o projeto Caminhos do Padre Ibiapina, realizado com a participação e apoio logístico do Governo do Estado, que se constitui em percorrer desde o Santuário de Frei Damião, em Guarabira, indo até a Pedra da Boca, em Araruna e passando pelo Cruzeiro de Roma, em Bananeiras, até chegar a Santa Fé. “Muitos padres e devotos têm vontade de realizar esse projeto. No que concerne ao governo estadual, nós estamos à disposição para contribuir para o êxito desta romaria já que daqui da Paraíba existem pessoas que saem para Compostela, na Europa, para fazer suas romarias atravessando milhares de quilômetros quanto poderiam fazer aqui mesmo”, comentou.

Sobre as obras que se realizarão em Santa Fé, o governador afirmou: “Vamos determinar a Suplam paras fazer os estudos e projetos, em seguida o orçamento para marcar a licitação e iniciar imediatamente a obra”, garantiu. O padre Gaspar Rafael destacou o apoio que o Governo pretende oferecer para recuperar aquele local onde os romeiros se fazem presentes todos os meses durante missa para lembrar Padre Ibiapina, “pois é um lugar que tem um grande sentido religioso e de fé para todos”.

José Nunes, da Secom, com fotos de Antônio David