João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado reúne 22 representantes de municípios na Formação de Gestores Públicos em Economia Solidária

quinta-feira, 8 de outubro de 2015 - 11:37 - Fotos:  Fred Orciuolo

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh) e da Secretaria Executiva de Segurança Alimentar e Economia Solidária (Sesaes), com apoio da Incubadora de Empreendimentos Econômicos e Solidários (Incubes), vem promovendo nas regiões do Cariri, Sertão, Agreste e Litoral o Curso de Formação de Gestores Públicos em Economia Solidária. Nesta semana, o curso está sendo realizado no município de Arara, Brejo Paraibano.

Nessa quinta-feira (7), participaram 22 representantes de diversos municípios vizinhos, como Soledade, Pilões, Riachão, Areia e Guarabira, entre outros. Com a carga horária de 32 horas/aulas, o I Módulo segue até esta sexta-feira (8). O curso tem o intuito de formar gestores que buscam um aprofundamento nas questões de novas práticas associadas à comercialização, produção, desenvolvimento local e territorial sustentável, sobretudo, no fortalecimento dessa construção de uma sociedade coletiva, justa e solidária no campo do trabalho e renda. O segundo e último modulo acontecerá nos dias 21 e 22 deste mês, no mesmo local.

De acordo com a secretária executiva de Segurança Alimentar, Ana Paula Almeida, o curso introdutório é um momento histórico para as regiões paraibanas, iniciando as discussões com os gestores no início de uma implantação em torno da política de economia solidária. “Esse é o primeiro passo importante para efetivar a política e, com isso, implantar centros de referências em economia solidária, com assistência técnica, formação, comercialização e demais ações”.

A integrante do curso, Andreia Vasconcelos, bacharelada em Agroecologia e licenciada em Ciências Agrárias, que trabalha no Núcleo de Extensão e Desenvolvimento Territorial, comentou o quanto está sendo gratificante para sua formação. “Estou bastante otimista por participar deste curso porque vai dar uma maior visibilidade, maior entendimento sobre essas políticas que são, a meu ver, inovadoras e bastante promissoras. Esse tipo de política vem somar tanto para a abertura de espaços como para a inserção de atores. É uma construção econômica de grande importância para que eles tenham um aprofundamento e entendimento no gerenciamento da política de economia solidária”.