João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado retoma obras da Adutora Translitorânea nesta terça

segunda-feira, 13 de junho de 2011 - 14:58 - Fotos:  José Marques/Secom-PB

Estação de Tratamento de Água. Foto: Walter Rafael/Secom-PB

O Governo da Paraíba vai retomar as obras da Adutora Translitorânea, uma das mais importantes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no Estado. O anúncio foi feito pelo governador Ricardo Coutinho durante o Programa Fala Governador. A assinatura de autorização será nesta terça-feira (14), às 9h, na Estação de Tratamento de Água (ETA) de Gramame, no Km 6 da BR-101, em direção ao Recife.

A adutora está orçada em R$ 125 milhões, recursos provenientes do Governo Federal e deverá beneficiar mais de um milhão de habitantes da Grande João Pessoa. Deste montante, R$ 75 milhões já foram repassados ao Estado. “Dos 24 financiamentos do PAC, 23 estavam paralisados. Nós conseguimos agilizar a burocracia junto à Caixa Econômica Federal e amanhã será um dia histórico para todo o Estado. O ato vai libertar a região metropolitana por mais 30 anos. No futuro, teremos capacidade plena”, comemorou o governador. O governador externou sua preocupação com o andamento da Adutora, que estava com os serviços paralisados por mais de um ano. “Os atrasos foram por conta de diversas irregularidades provenientes da gestão passada. Não houve investimento suficiente para manutenção, nem modernização nessa área”.

O governador estabeleceu um calendário de até 12 meses para o término da Adutora. Com 28 km de extensão de águas vindas do Rio Abiai-Papocas, em Alhandra, a Adutora atingirá os municípios do Conde, Santa Rita, Bayeux, João Pessoa e Cabedelo.  Ricardo priorizou a conclusão da Estação de Tratamento de Gramame, principal foco dessa retomada.

Governo integrado – Além dos esforços prioritários do governador, as obras da Translitorânea envolvem diretamente a Cagepa e a Secretaria do PAC, além da construtora Camargo Corrêa. De acordo com o presidente da Cagepa, Deusdete Queiroga,  a Adutora terá extensão de 28 Km e consiste na construção de uma barragem de nível, duas estações elevatórias e um reservatório semi-enterrado de 5.000 m3.

“A Transilitorânea vai garantir uma melhoria significativa do atual sistema de abastecimento de água da Grande João Pessoa e resolver, definitivamente, as intermitências – interrupções temporárias que atingem, sobretudo, alguns bairros da Capital paraibana”. Segundo ele, desde o ano passado, a ETA de Gramame está com a sua capacidade de produção exaurida, o que vem prejudicando o abastecimento de água em algumas localidades da Grande João Pessoa. “Com a duplicação da ETA, vamos conseguir dobrar a quantidade de água produzida e, consequentemente, acabar com as intermitências em alguns bairros da Capital”, destacou Deusdete.

Segundo o coordenador da Secretaria do PAC, Ricardo Barbosa, a Translitorânea é a penúltima obra a ser retomada referente aos 24 contratos de saneamento e recursos hídricos do PAC. “Nós só temos agora uma obra em Bayeux/Santa Rita que não está em andamento porque foi preciso fazer uma relicitação da obra. De tal sorte que nos próximos dias teremos as 24 obras do PAC em andamento e nós pactuamos com todas as empreiteiras, a pedido do governador, a finalização de todas elas em no máximo um ano”, pontuou.