Fale Conosco

10 de maio de 2013

Governo do Estado reforça ações de combate e prevenção à dengue



coletiva sec de saude valdison de souza sobre dengue foto jose lins 26 270x202 - Governo do Estado reforça ações de combate e prevenção à dengueO Governo do Estado reestruturou toda a rede de saúde e montou uma agenda de trabalho que será executada em todo o Estado para a implantação de ações de prevenção e combate à dengue. A informação foi repassada pelo secretário de Estado da Saúde, Waldson Dias de Souza, durante entrevista coletiva à imprensa na manhã desta sexta-feira (10), na Secretaria da Saúde. “Precisamos nos unir e intensificar as nossas ações com vistas à redução dos casos da doença em nosso Estado, pois o controle e o combate à dengue é um trabalho de todos”, conclamou.

O secretário explicou que o Estado vem organizando o fluxograma dos pacientes por meio da Atenção Básica e dos serviços de referência para atendimento às pessoas com suspeitas da doença e casos graves, como também com a capacitação dos profissionais de saúde. “Temos que deixar claro que a porta de entrada dos casos de dengue é a Atenção Básica, que deve atender os casos que apresentem sinais clínicos da doença e que compete ao município a execução das ações de vigilância”, disse Waldson Souza.

Com relação à agenda de trabalho, o secretário explicou que as visitas às Gerências Regionais de Saúde serão realizadas no período de 3 junho a 5 de julho. Nesses encontros, que vão contar com a participação de todos os municípios, segundo informou o secretário, será feito um alinhamento das informações técnicas para definição dos fluxos, qualificação dos sistemas de informação, multiplicação e apoio à implantação de estratégias de monitoramento da infestação do vetor, dentre outros temas.

Ainda dentro da programação da agenda de trabalho, a Secretaria de Estado da Saúde vai reunir no próximo dia 17, no auditório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), diretores de 25 hospitais de todo o Estado. No encontro, marcado para começar às 8h30, será discutida a multiplicação e monitoramento do manejo clínico da dengue nos municípios e estruturação de fluxo de paciente com suspeita de dengue na rede municipal e regional.

Waldson Souza informou que o Estado está fazendo um ‘alerta sanitário’ a todos os municípios para que executem suas ações e políticas públicas voltadas a prevenção e combate à doença. “Esse trabalho não é só do Estado ou do município, é responsabilidade também da população com a tomada de medidas de caráter preventivo e educativo, pois com a união de todos e com uma conscientização coletiva conseguiremos manter a doença sob controle, pois saúde se faz com prevenção”, destacou o secretário.

Ele disse também que outra estratégia que já está sendo utilizada pelo Governo do Estado é com a relação às campanhas publicitárias. “Estamos procurando ocupar todos os espaços na mídia com campanhas de panfletagens principalmente no rádio, que atinge um maior um número de pessoas, e nesse contexto temos que destacar e pedir o apoio da imprensa que também é de fundamental importância na conscientização do papel que cada cidadão tem nas ações de controle e prevenção da doença”, destacou.

Dados - De acordo com o último boletim epidemiológico, de janeiro até 27 de abril deste ano, foram notificados 3.878 casos suspeitos de dengue na Paraíba, sendo 1.034 já confirmados para dengue clássica e 244 descartados. Segundo os dados, houve um aumento de 13,82% no número de notificações de casos de dengue na comparação com igual período do ano de 2012, quando foram registrados 3.407 casos. Com relação ao número de óbitos, três foram confirmados por dengue com complicações, um foi confirmado por síndrome do choque do dengue e sete óbitos estão em investigação. Um óbito já foi descartado.