João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado realiza Dia D de Inclusão da Pessoa com Deficiência

quinta-feira, 29 de maio de 2014 - 16:38 - Fotos: 

O governador Ricardo Coutinho visitou, na manhã desta quinta-feira (29), a Fundação Centro Integrado de Apoio à Pessoa com Deficiência (Funad), onde aconteceu o Dia D de Inclusão Social e Profissional das pessoas com deficiência. O evento, promovido por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), Funad, Sine Estadual e de João Pessoa, em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, contou com a participação de 30 empresas que fizeram o cadastro das pessoas com deficiência. Em seguida, os candidatos deverão ser inseridos no mercado. A expectativa é encaminhar cerca de 60 candidatos.

Acompanhado da presidente da Funad, Simone Jordão, e representantes da secretaria de Desenvolvimento Humano e Sine-PB, Ricardo Coutinho conversou com usuários e visitou estandes de empresas e instituições como o Magazine Luiza, do grupo educacional Cnec, Unimed, Hospital Residência, da fábrica de vidros planos e Energisa. Ele conheceu histórias como a do professor de libras, Everton de Lima, que aprendeu a linguagem de sinais na Funad e hoje fabrica jogos educativos para pessoas surdas e é professor de libras da UFPB e também do funcionário da Funad, Wellington dos Santos, que já foi usuário e hoje trabalha na instituição.

Ricardo Coutinho ressaltou a importância da iniciativa para facilitar o acesso das pessoas com deficiência ao mercado de trabalho e oferecer uma mão de obra qualificada, já que muitos dos candidatos passaram por cursos de formação técnica promovidos pelo Senac e a Funad. “Somente o Cnec selecionou 15 pessoas com deficiência, o que representa muito para quem só precisa de uma chance para ter um emprego e dar sua contribuição à sociedade”, comentou.

A principal estratégia do Dia D é oferecer um dia inteiro de atendimento para a inclusão da pessoa com deficiência (PcD) e do beneficiário reabilitado no mercado formal de trabalho, reunindo no mesmo espaço as empresas que vão disponibilizar vagas e  os trabalhadores candidatos a uma oportunidade de emprego.

A ação visa o atendimento, não só à pessoa com deficiência, como também do beneficiário reabilitado – pessoa que tenha cumprido o Programa de Reabilitação Profissional pelo Instituto Nacional de Seguro Social – INSS.

Avanços na Paraíba – A secretária da Sedh, Aparecida Ramos de Meneses, destacou o empenho do Governo do Estado em oferecer qualidade de vida para as pessoas com deficiência, que representam 27,76% da população da Paraíba.

Temos um comprometimento com a população e implantamos em parceria com o município de João Pessoa e o MDS o primeiro Centro-Dia de Referência, seis Residências Inclusivas em parceria com os municípios, reestruturamos o Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência, oferecemos qualificação de profissionais para o fortalecimento da intersetorialidade, entre outras ações”, frisou.

Ela citou ainda a reestruturação da Funad, com as duas piscinas terapêuticas e as melhorias realizadas em todo o prédio; aquisição de 230 ônibus acessíveis destinado ao transporte escolar de pessoas com deficiência para todos os municípios, ampliação de salas de recursos multifuncionais na rede regular de ensino; implantação de duas centrais de Interpretação de Libras em João Pessoa e Campina Grande.

Mercado de trabalho – Já a presidente da Funad, Simone Jordão, acrescentou que houve um aumento significativo no número de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. “Tínhamos no mercado de trabalho, entre os anos de 2008 a 2010, uma média de 130 pessoas com deficiência inseridas no Mercado de Trabalho. Passamos a monitorar de forma mais incisiva estes indicadores e os dados de 2013 mostram que tivemos 409 pessoas com algum tipo de deficiência inseridas no mercado via Funad. Temos também um convênio com a Asdef em que inserimos 70 pessoas no Detran e isso é um avanço muito grande”, afirmou Simone Jordão.

Para quem teve a oportunidade de fazer o cadastro durante o Dia D, a expectativa do primeiro emprego é grande. “Quero muito trabalhar. Terminei o ensino médio e posso fazer qualquer função, é só ensinar o que faço. Este é meu sonho”, disse o jovem Tiago Wênio Martins, de 22 anos, que foi usuário da Funad.

Vera Lúcia, mãe de Tiago Wênio, ressaltou que será uma realização para toda a família, caso o jovem consiga uma vaga no mercado de trabalho. Ela contou que sempre acompanhou o filho durante o tempo em que ele era usuário da Funad e que ele tem habilidade para trabalhar. “Ele só sofre com convulsão, mas as crises são controladas por medicação”, afirmou.

Fiscalização – Para o procurador do Ministério do Trabalho, Cláudio Gadelha, o órgão tem fiscalizado as empresas paraibanas para verificar o cumprimento da lei que disciplina a inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho de acordo com a norma Federal nº 8.213/91 (Lei de Cotas).

Estamos sempre identificando as empresas que têm mais de 100 empregados com o objetivo de estabelecer um cronograma de audiências na Procuradoria e firmar o compromisso destas empresas para que elas passem a contratar trabalhadores com deficiência. Aquelas que não tiveram compromisso assumido, tiveram então ação civil pública ajuizada”, destacou.

De acordo com o Censo 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população do Brasil é composta por 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Segundo o superintendente regional do MTE, Ronaldo Catão, existem poucas vagas para pessoas com deficiência no mercado de trabalho em todo o Brasil.

Os dados revelam que apenas 330 mil pessoas com algum tipo de deficiência estão no mercado formal de trabalho, o que corresponde a 0,70% do total de vínculos empregatícios em todo o Brasil”, frisou. 

Mesa de abertura – A solenidade de abertura contou com apresentação cultural com show de Beto Melo que foi muito aplaudido pela plateia e com um café da manhã para os participantes do evento.

A mesa de abertura, além da secretária de Estado, Aparecida Ramos, da presidente da Funad, Simone Jordão, contou com a presença do Superintendente Regional do MTE, Rodolfo Catão; do procurador do Trabalho, Cláudio Gadelha, e o gerente executivo da Previdência Social, em João Pessoa, Rogério Oliveira. E ainda o secretário do Trabalho do Município de João Pessoa, Diego Tavares; Genésio Vieira, do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência; Ariluce Borges, representante do Senai/Sesi, e Jenair Alves, do Pronatec.