Fale Conosco

3 de junho de 2016

Governo do Estado promove manejo clínico para profissionais de Saúde da 3ª Macrorregião



A Secretaria de Estado da Saúde (SES) promoveu, nesta sexta-feira (3) pela manhã, o Manejo Clínico da Dengue, Zika e Chikungunya para 250 profissionais, entre médicos e enfermeiros de Unidades de Saúde da Família (USF), e coordenadores de Vigilância Epidemiológica e de Atenção Básica de municípios da 3ª Macrorregião, composta pelas 6ª, 7ª e 11ª Gerências Regionais de Saúde. O evento aconteceu no auditório do Sebrae, em Patos, e o objetivo é alertar os profissionais para identificar precocemente os pacientes sintomáticos.

Segundo a gerente operacional de Vigilância Epidemiológica da SES, Izabel Sarmento, os manejos clínicos vêm sendo realizados desde 2012 e têm contribuído para a sensibilização dos profissionais de saúde. “O manejo clínico é uma grande oportunidade de atualizar e qualificar esses profissionais para que possam identificar precocemente essas doenças, a fim de evitar a evolução para gravidade ou óbito”, disse.

“Os profissionais capacitados passarão a ter um olhar mais sensibilizado aos sinais e sintomas das três doenças, levando a condução dos casos de forma adequada. A partir daí vão estar mais atentos às notificações de casos e ações pertinentes à vigilância ambiental e epidemiológica”, observou a chefe do Núcleo de Doenças Transmissíveis Agudas da SES, Anna Stella.

O manejo é repassado pela médica infectologista e coordenadora da Comissão Estadual de Controle de Infecção em Serviços de Saúde (Ceciss) da SES, Ana Campanile, que fala de diagnóstico e tratamento de pacientes com os três agravos e como identificar precocemente, para intervir e não evoluir para gravidades e óbitos; e pela técnica da SES, responsável epidemiológica das doenças, Fernanda Vieira, que faz a orientação sobre a notificação dos casos; a maneira correta de se fazer os exames laboratoriais e o encerramento no sistema.