João Pessoa
Feed de Notícias

Governo do Estado promove Dia Especial em Turismo Rural no Brejo paraibano

domingo, 1 de novembro de 2015 - 13:37 - Fotos: 

O Governo do Estado, por meio do Cooperar, realiza nesta quarta-feira (4), a partir das 8h30, o Dia Especial em Turismo Rural na Comunidade Chã do Jardim, no município de Areia, no brejo paraibano. O local sedia um projeto integrado denominado Produção Associada ao Turista, que centraliza num mesmo espaço a realização de trilhas por uma área remanescente de Mata Atlântica, gastronomia regional oferecida no Restaurante Vó Maria, uma loja de artesanato e uma unidade de beneficiamento de frutas. A iniciativa tem tornado a comunidade um dos destaques do turismo rural no Estado, atraindo semanalmente centenas de pessoas.

A programação do evento contará com palestras sobre o Potencial do Turismo Rural na Paraíba, pela presidente da PBTur, Ruth Avelino; Estudo de Mercado do Turismo Rural, pela consultora Maria Rita Dias, da Brazilian Consult, e Alianças Produtivas no âmbito do PB Rural Sustentável, pela gerente técnica do Cooperar, Mônica Tavares. Também haverá espaço para debates e encaminhamentos.

Os negócios em Chã do Jardim melhoraram com investimentos de R$ 131,5 mil pelo Projeto Cooperar e Banco Mundial, que beneficiou 200 famílias e aumentou a produção de polpa de frutas de duas para 15 toneladas mensais. Com os recursos, foi possível fazer a aquisição de uma câmara fria para armazenar a produção, um transporte que vem servindo de apoio à logística na distribuição da produção, além de material para escritório, vestimenta para os trabalhadores envolvidos na fabricação do produto, embalagens, rótulos, entre outros.

O grupo, que é formado na sua maioria por jovens, de uma forma ainda tímida deu o pontapé nos negócios com a abertura da unidade de beneficiamento de frutas que depois foi fechada. Após a realização de um curso sobre cooperativismo, resolveram inovar com a realização da trilha ecológica e reabrir a produção de polpa de frutas.

Com a crescente demanda pelo turismo de aventura, implantaram a loja de artesanato, e por último, o restaurante que trabalha exclusivamente com a culinária regional preparada pelos próprios beneficiários, que aproveitam para incrementar o cardápio com a produção orgânica da agricultura familiar, cultivada em suas propriedades. O funcionamento é de terça-feira a domingo, das 8h às 17h, com café da manhã, almoço e chá da tarde.

Os visitantes do projeto, além de contar com um restaurante, também podem aproveitar o passeio para percorrer uma trilha pela natureza que varia de 1 a 10 km, das 8h às 17h, conforme agendamento pelo facebook do grupo na internet ou através de telefones.

Além de caminhar por uma área remanescente de mata atlântica, os aventureiros também podem apreciar a diversidade da fauna local com pássaros raros, ameaçados de extinção, como a saíra-pintor ou pintor-verdadeiro, da espécie Tangara fastuosa, uma ave que atinge 13,5 centímetros de comprimento e tem o seu habitat nas porções remanescentes de Mata Atlântica no Nordeste. Dependendo do número de pessoas, a trilha pode ser acompanhada e monitorada por até 12 guias.

O pôr do sol também é um atrativo no local, além da apresentação de artistas da música regional.

Em Chã do Jardim, há ainda uma loja de artesanato com produtos feitos a partir da folha da bananeira e produtos comestíveis da culinária regional. Já na unidade de beneficiamento de frutas, as pessoas também podem fazer a aquisição de polpas em diversos sabores, tanto no atacado como no varejo.

Exemplo nacional – O projeto se tornou caso de sucesso e tem servido de vitrine nacional em palestras por todo o Brasil para mostrar como funciona um grupo empreendedor que se organizou e buscou explorar as potencialidades locais para melhorar a qualidade de vida dos envolvidos.

O turismo rural foi o segmento do setor turístico que mais cresceu no Brasil, com uma média de 20% ao ano. Segundo estimativa da Associação Brasileira de Turismo Rural (Abraturr), em 1994 havia cerca de 400 empreendimentos rurais com atrativo turístico. Em 2008, já seriam cerca de 15 mil. A atividade gera perto de 500 mil empregos diretos e indiretos no Brasil e, destes, 35% são representados por mão-de-obra familiar.

Casos de sucesso – No final do segundo trimestre deste ano, o Cooperar está realizando Dias Especiais em projetos já implantados e que se tornaram casos de sucessos nas tipologias de avicultura, turismo rural, apicultura, abastecimento d’água, resíduos sólidos e barragem subterrânea.

Segundo o secretário executivo do Projeto Cooperar, Roberto Vital, o objetivo desses Dias Especiais é despertar os grupos de interesse nas diversas possibilidades que a instituição passará a oferecer com a implementação do PB Rural Sustentável, em fase de preparação e será executado em parceria com o Banco Mundial no valor de US$ 80 milhões.

Confira a programação dos Dias Especiais pelo Cooperar:

- 27/10 – Dia Especial em Avicultura Caipira, comunidade Barro Vermelho – Riachão.

- 04/11 – Dia Especial em Turismo Rural, comunidade Chã do Jardim, Areia.

- 06/11 – Dia Especial em Apicultura, Aldeia São Miguel, Baía da Traição.

- 01/12 – Dia Especial em Resíduos Sólidos, Itabaiana.

- 03/12 – Dia Especial em Barragem Subterrânea – Itabaiana.

- 08/12 – Dia Especial em Gestão de Abastecimento D’Água Rural no sítio Cruz, Barra de São Miguel.