Fale Conosco

14 de agosto de 2011

Governo do Estado, PMJP e AC Social assinam projeto ‘Acesso Cidadão’



O termo de cooperação do projeto “Acesso Cidadão – ao lazer, esporte, arte e cultura”, que beneficiará portadores de necessidades especiais ou com mobilidade reduzida, será assinado na terça-feira (16), às 17h, entre o Governo do Estado, a Prefeitura da Capital e a organização não-governamental Assessoria e Consultoria pela Inclusão Social (AC Social). A solenidade será em frente à sede da Fundação Casa de José Américo (FCJA), na praia de Cabo Branco.

O objetivo da parceria é promover ações que possibilitem conhecimento e lazer por meio de prática de esportes marítimos e de areia, além de promover atividades de lazer, saúde, arte e cultura. Com a iniciativa, os portadores de necessidades especiais terão mais oportunidade de acesso a atividades artístico-culturais e esportivas que serão realizadas na orla marítima de João Pessoa.

O projeto será uma responsabilidade compartilhada entre o Governo do Estado, por meio da Fundação Casa de José Américo e da Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad); a Prefeitura Municipal de João Pessoa, por meio da Secretaria de Planejamento; e a ONG AC-Social.

Durante a solenidade, haverá apresentação de danças com cadeirantes da Funad, Banda Acredite, do Centro de Atividades Especiais Helena Holanda, e banda Pagode, da Funad. Haverá ainda transmissão ao vivo, pela Rádio Tabajara AM, no programa Acesso Cidadão.

Projeto multi-institucional – Conforme o termo, a FCJA formulará projetos para implantar as adaptações de infraestrutura física de acessibilidade às pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, como rampas, elevadores e instalação de piso tátil. E ainda inserir no contexto daqueles beneficiados a finalidade da FCJA no âmbito de cultura, pesquisa e ensino, especialmente na divulgação da vida e obra do patrono.

A Fundação também realizará projetos e eventos artístico-culturais e firmará parcerias com a Funad, Sesc, Apae, Sedes e outras escolas para apresentações artísticas culturais de grupos formados por pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida nos espaços da Fundação Casa de José Américo.